Basf reforça parceria com plantadores de soja no Rio Grande do Sul
CI
Agronegócio

Basf reforça parceria com plantadores de soja no Rio Grande do Sul

Por:

Reforçando seu compromisso de estar sempre ao lado do produtor rural, a Unidade Agro da BASF está implementando o Programa Soja Paralelo 30º, para promover a rotação de culturas no sul do Estado do Rio Grande do Sul, aumentando a rentabilidade dos agricultores. Essa região, tradicionalmente utilizada para o plantio de arroz, está recebendo apoio tecnológico da empresa para a implantação de lavouras de soja altamente produtivas, nas áreas onde o arroz vermelho tem inviabilizado a rizicultura e que acabam sendo abandonadas por um tempo.

O Programa Soja Paralelo 30º, da BASF, conta com a participação de pesquisadores, consultores, técnicos, e também dos representantes regionais e do pessoal de campo da empresa.

“Estamos fazendo uma série de palestras técnicas e realizando Dias de Campo com os produtores locais, para que eles conheçam nossas propostas e os resultados que eles podem obter, plantando soja com uma tecnologia diferenciada, que respeita as características da região”, explica Jéferson Bressan, gerente de Marketing da Regional Sul da BASF.

O compromisso da Programa Paralelo 30º da BASF é desenvolver, com o apoio de faculdades e institutos de pesquisa, tecnologia específica para a região sul do Rio Grande do Sul, levando em conta o tipo de terreno e a composição do solo, o desenvolvimento de cultivar apropriada, aplicação de defensivos específicos para manejo de pragas e plantas daninhas, sistemas eficientes de irrigação, formas adequadas de plantio e de colheita etc.

“Estamos desenvolvendo a tecnologia ideal para a cultura da soja nessa região. Depois dessa etapa, nosso compromisso é fomentar o plantio de soja, principalmente nas áreas que não estão sendo utilizadas pela rizicultura, oferecendo uma opção rentável para o produtor rural gaúcho”, reforça Bressan. Ele diz que a região continuará sendo um pólo tradicional de rizicultura, mas com o novo programa abre-se mais uma opção para os agricultores dessa região. “É uma nova fronteira agrícola que se abre no País”, finaliza Bressan.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink