BB reduz limite de crédito para agricultores

Agronegócio

BB reduz limite de crédito para agricultores

O Banco do Brasil atrelou as operações de crédito rural ao refinanciamento das dívidas pendentes dos agricultores
Por:
889 acessos

O Banco do Brasil atrelou as operações de crédito rural ao refinanciamento das dívidas pendentes dos agricultores. Com isso, a instituição reduziu o limite de financiamento ao produtor rural para o plantio da safra 2007/08, informou o assessor para crédito rural da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Luciano Marcos de Carvalho. "Isso é ruim, pois parte do crédito ficará comprometida com as parcelas das dívidas prorrogadas", diz. "Se o agricultor tinha uma limite de crédito prevista de R$ 100 e teve parte comprometida com parcelas renegociadas de R$ 20 a R$ 30, ele não terá acesso a todo o limite", explica.

Embora negue que o banco esteja atrelando a liberação do crédito aos débitos do produtor, o diretor de Agronegócios da instituição, José Carlos Vaz, diz que este é um "pré-requisito", para a análise do financiamento de custeio. "Como conceder financiamento a alguém que está com a sua capacidade de pagamento comprometida?", questiona. Vaz diz, entretanto, que a maior parte dos agricultores que teve a sua dívida renegociada recentemente não terá problema para pagar os novos débitos, já que houve aumento da renda do campo e a tendência é de crescimento diante dos preços elevados das commodities.

Para Carvalho, os agricultores terão que recorrer a outras fontes, como fornecedores de insumos, para atender às suas necessidades financeiras, para o plantio desta safra. Ele acredita, entretanto, que grande parte dos produtores rurais não terá problema em obter financiamento com fornecedores de insumos, pois uma parte das dívidas antigas com as empresas, principalmente do Sul do País - onde os débitos são menores - já foi negociada entre as partes.

Quanto a tão esperada lista dos produtores endividados com defensivos agrícolas, o diretor do banco, Vaz, diz que a instituição começou segunda-feira a devolver aos fornecedores de insumos de São Paulo a relação com os nomes de devedores que poderão renegociar as dívidas das safras 2004/05 e 2005/06 com o aval do Fundo de Recebíveis do Agronegócio (FRA), que conta com recursos de R$ 2,2 bilhões. Para os demais estados, o banco diz que vai devolver a lista até sexta-feira.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink