MÉTODO

Bicarbonato pode tirar até 96% de agrotóxico da maçã

Método é o mais efeitivo
Por: -Leonardo Gottems
703 acessos

Segundo pesquisa publicada nesta quinta-feira (25.10) no "Journal of Agricultural and Food Chemistry", o bicarbonato de sódio pode ajudar a retirar os resíduos de defensivos na superfície da maçã. Para avaliar a eficácia do bicarbonato, a equipe de pesquisadores usou os pesticidas tiabendazol e phosmet na maçã. A fruta ficou exposta por um período de 24 horas.

Posteriormente, foram feitos três testes. Os pesquisadores colocaram água misturada com bicarbonato na fruta na proporção de 10 mg/ml. Depois, a mação foi lavada om água da torneira por dois minutos. Finalmente, a fruta foi imersa em em solução de hipoclorito de sódio (10 mg/ml) por 8 minutos.

Segundo os resultados publicados no paper, o bicarbonato, de longe, foi o método mais efetivo. Dentro de um período de 15 minutos imersas, o bicarbonato reduziu 80% do tiabendazol e 96% do inseticida phosmet.

Ainda de acordo com a pesquisa, a diferença entre as substâncias se deu pelo alcance da penetração de cada composto. O mapeamento de imagens mostrou que o tiabendazol penetrou até 80 micrometros de profundidade nas maçãs. O phosmet foi detectado a uma profundidade de 20 micrometros.

Já lavar a fruta na torneira foi o método menos efetivo, mas os pesquisadores ressaltaram que pode ser uma boa opção na falta do bicarbonato porque também ajudar a remover os químicos. Uma outra maneira de amenizar a quantidade de agrotóxico, dizem, é descascar a maça, mas isso pode retirar propriedades importantes presentes na casca, como fibras.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink