Bienal terá programação estratégica para o agricultor

Agronegócio

Bienal terá programação estratégica para o agricultor

Evento começa daqui a uma semana. Inscrições são feitas pelo www.bienaldaagricultura.com.br
412 acessos

Falta uma semana para o maior evento do setor agrícola de Mato Grosso: a Bienal dos Negócios da Agricultura, realizada pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) em parceria com Aprosoja, Ampa e Senar. O evento, em sua terceira edição, tem como tema central “Renda Agrícola”, e prevê três dias de programação com temas estratégicos para o agricultor. “Nosso foco foi reunir debates e discussões sobre assuntos que possam auxiliar o produtor em sua gestão rural. Vamos analisar os empecilhos para o aumento da rentabilidade agrícola, mas também poderemos orientar o agricultor sobre boas práticas de administração rural”, observa o coordenador do evento, Ricardo Arioli.

No primeiro dia do evento, as atividades começam a partir das 14h, com a segunda edição do Fórum Agrário Empresarial, que terá como tema a questão fundiária, a partir da análise da demarcação da Reserva Indígena Raposa Serra do Sol. Às 16h, ocorre o Fórum de Sustentabilidade Ambiental, que discutirá os avanços da legislação ambiental e seus impactos para a atividade produtiva. Na pauta, MT Legal, o Código Ambiental de Santa Catarina e o Código Florestal Brasileiro.

O primeiro dia da Bienal se encerra com o coquetel beneficente de abertura, quando a organização do evento doará R$ 20 mil para o Lar da Criança, administrado pela Setecs/MT. Na ocasião, a Aprosoja fará o lançamento do projeto “Soja é Vida”, e o presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação, Johnny Saad, fará uma palestra sobre a “Importância da Produção Agrícola para a Sociedade”. A noite é fechada com a apresentação de um pocket show da dupla Nico e Lau.

SEGUNDO DIA – No dia 20 de agosto, a Bienal começa às 8h com um painel sobre mercado de commodities e as projeções de cenário após a crise mundial. Três analistas dos maiores países produtores (Estados Unidos, Brasil e Argentina) farão suas previsões de safra e preços, de forma a antecipar algumas conjunturas para o produtor. Em seguida, às 10h, o tema passa a ser a gestão das propriedades, num painel que alia a análise da situação atual das propriedades em Mato Grosso com o perfil do chamado “Zé Tranqüilo”, aquele produtor rural que consegue tomar medidas de gestão capazes de deixá-lo imune à crise.

O impacto dos fertilizantes na renda do produtor é o tema do painel das 14h do segundo dia da Bienal. Na pauta, a análise sobre o potencial de auto-suficiência na produção de fertilizantes do país e a adoção da agricultura de precisão como forma de reduzir o custo de produção. No final da tarde, às 18h, o consultor Wellington Bastos Barreto apresenta uma palestra sobre sucessão familiar.

TERCEIRO DIA – No terceiro dia da Bienal, as discussões começam às 8h, com o Fórum de Logística e Renda, realizado em parceria com a Associação Brasileira de Agribusiness (Abag). Participam do painel o gerente comercial da Vale do Rio Doce, Paulo Capriolli, o diretor geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot, o presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem, deputado federal Homero Pereira, o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Aquáticos (Antaq), Fernando Antônio Brito Fialho e o Secretário Executivo da Câmara Temática de Infra-Estrutura e Logística do Agronegócio do Mapa, Biramar Nunes de Lima. As discussões serão coordenadas pelo presidente da Abag, Carlo Lovatelli.

Às 10h, será realizado um painel sobre Política Classista e Renda Agrícola, com participação do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, do presidente da Aprosoja, Glauber Silveira da Silva, do Conselheiro Consultivo da Ampa, Sérgio De Marco, e do presidente do Senar-AR/MT, Normando Corral. O mediador será o presidente da Famato, Rui Prado.

A questão ambiental volta à tona às 11h30, com o painel que relaciona sustentabilidade e renda, num debate que inclui alternativas energéticas sustentáveis e formas de se gerar renda a partir da sustentabilidade. A programação será encerrada com o fórum sobre “Desafios do Agronegócio”, que conta com a participação do Ministro de Assuntos Estratégicos, Daniel Vargas, da senadora e presidente da CNA, Kátia Abreu, e do governador do Estado, Blairo Maggi.

As inscrições para a Bienal ainda estão abertas e podem ser feitas pelo site www.bienaldaagricultura.com.br. A íntegra da programação pode ser conferida aqui: http://www.bienaldaagricultura.com.br/site/programacao.html.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Bienal dos Negócios da Agricultura


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink