Cana-de-açúcar

Biosev corta custos e capex para enfrentar preços baixos, diz presidente

Empresa planeja dispensar cerca de 500 pessoas, parcialmente devido ao fechamento
Por: -Marcelo Teixeira
48 acessos

A Biosev, unidade de açúcar e etanol controlada pela trader de commodities Louis Dreyfus, está adotando medidas para cortar custos e investimentos para se preparar melhor em meio a um cenário de preços baixos para o açúcar, disse seu presidente-executivo à Reuters nesta quinta-feira. A companhia anunciou mais cedo nesta quinta-feira o fechamento de uma usina no cinturão de cana-de-açúcar no centro-sul, como uma maneira de otimizar o processamento de cana em duas usinas vizinhas e reduzir despesas operacionais.

A empresa planeja dispensar cerca de 500 pessoas, parcialmente devido ao fechamento da usina, e reduziu investimentos em 12 por cento nos seis meses da temporada 2017/18 encerrados em setembro. “Essas ações são parte de um plano para fazer a empresa mais resiliente a um cenário de preços baixos”, disse o presidente-executivo da Biosev, Rui Chammas, em entrevista após a empresa ter divulgado resultados trimestrais.

Os preços de referência do açúcar bruto caíram após máxima de 23 centavos de dólar por libra-peso no fim do ano passado, para cerca de 14 centavos de dólar por libra-peso atualmente, enquanto o mundo passa de um déficit para um excesso de oferta. A Biosev divulgou lucro líquido de 33 milhões de reais no trimestre, 39 por cento a mais que há um ano.

“Não há nada que possamos falar a respeito dos futuros do açúcar. O que está nas nossas mãos é custo”, disse Chammas. O fechamento da usina da Biosev acontece em um momento em que outros grandes grupos do setor de açúcar no Brasil estão expandindo. A Raízen, joint venture entre a RoyalDutch Shell e a Cosan SA Industria e Comercio, reativou uma usina que estava ociosa há alguns anos e comprou outras duas do endividado grupo Tonon Bioenergia.

A Glencore comprou uma usina de outra empresa fortemente endividada, a Unialco. Chammas disse que não estava ciente das estratégias de outras companhias, mas acrescentou que o movimento para desativar sua usina em Maracaju resultará em uma redução líquida das despesas operacionais da empresa.

O mais recente balanço divulgado pela Louis Dreyfus [AKIRAU.UL] mostrou um aumento em seus pagamentos adiantados à Biosev pelo açúcar que ainda será entregue, para 587 milhões de dólares, um detalhe observado pelos auditores. Chammas disse que os pagamentos antecipados são uma operação normal no mercado.

A Biosev permanece fortemente endividada após anos de prejuízos no Brasil devido aos preços baixos do açúcar e do etanol. A companhia encerrou o trimestre com dívida líquida de 5,21 bilhões de reais, 3,8 vezes o valor de seu lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda).

Por Marcelo Teixeira 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink