Boa demanda e menor oferta sustentam feijão

Agronegócio

Boa demanda e menor oferta sustentam feijão

Por:
1 acessos
O cenário é favorável para as cotações domésticas do feijão neste início de ano. A demanda aquecida e a oferta menor devido a problemas climáticos na safra das águas estão sustentando preços e podem incentivar o plantio na segunda safra, em abril. Segundo a Correpar, na última semana de dezembro a saca de 60 quilos do carioca de alta qualidade saiu entre R$ 95 e R$ 100 no atacado paulista, alta de 3,2% no mês e de 44% sobre dezembro de 2003. Já o preço ao produtor gaúcho foi de R$ 73,42, 10% acima da média histórica para o período, segundo a Emater-RS.


"A maioria dos armazéns devem voltar às compras na primeira quinzena, o que pode elevar os preços", afirmou Marcelo Lüders, da Correpar. Enquanto a demanda segue firme, a oferta está menor nesta safra das águas, iniciada em novembro. A região Sul e o Estado de São Paulo, responsáveis pelo abastecimento até o fim de janeiro, reduziram áreas e tiveram problemas com o clima.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink