Pecuária

Boi, suíno e frango: idêntica evolução de preço no ano

Entre os três, o que apresenta maior estabilidade no ano vem sendo o frango
Por:
22 acessos

Partindo de uma base “100” para o primeiro dia do ano (ou seja, mesmo valor observado no último dia útil de 2016), observa-se que o comportamento de preços do boi, suíno e frango vivos no decorrer de 2017 foi bastante variado, exceto pelo fato de que, para os três, a chamada “entressafra da carne” (período de altas) começou bem mais tarde que o normal e, mesmo assim, não foi acentuada como em anos anteriores.

Entre os três, o que apresenta maior estabilidade no ano (aparentemente, em todos os tempos) vem sendo o frango. Passou mais de 60% dos primeiros 325 dias de 2017 cotado a R$2,50/kg e, no momento, supera os 60 dias com a cotação de R$2,70/kg, parte desse valor registrado entre fevereiro e março.

Já o suíno teve um primeiro bimestre explosivo. Enquanto boi e frango perdiam preço, registrou reversão ainda em janeiro, atingindo o pico de preço em meados de fevereiro, ocasião em que alcançou valor quase 20% superior ao do início do ano. Foi, aliás, o único até aqui a superar o índice “100”. Mas, passado o primeiro trimestre, passou a registrar evolução de preços próxima do frango e do boi.

Este último teve um primeiro semestre negativamente impactante. A ponto de a reversão de preços do ano (entressafra) – observada, normalmente, entre junho e julho – só ter se iniciado em agosto. Mas sem ter alcançado o preço inicial de 2017. Além disso, o período de alta teve curta duração, pois já em setembro começava novo período de regressão da cotação.

Nesses pouco mais de 300 dias foram raras as ocasiões em que boi, suíno e frango registraram evolução relativa de preços similares entre si. Mas isso vem ocorrendo desde meados de outubro e se acentuou em novembro corrente. 

Assim, as cotações alcançadas ontem, 22, corresponderam a 91,53 pontos para o frango, 92,76 pontos para o boi e 92,98 pontos para o suíno, resultados que implicam em diferença inferior a 2 pontos entre os três produtos (para ressaltar quão pequenas são essas diferenças basta citar que em setembro ela chegou a 14 pontos entre boi e frango; e em fevereiro, a mais de 30 pontos entre suíno e frango). 

É bom deixar registrado, de toda forma, que essa coincidência na evolução relativa de preços dos três produtos refere-se, especificamente, ao atual momento do mercado. Porque, na média do ano, o suíno alcança valor correspondente a 92,91 pontos, o boi a 92,34 pontos e o frango a 87,14 pontos. O que significa, também, que os três se encontram, respectivamente, com valores 7,02%, 7,24% e 8,47% menores que os alcançados no início do ano.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink