Boi em marcha lenta

Agronegócio

Boi em marcha lenta

Segundo Juan Lebron, diretor-executivo da Assocon, a tendência é de alta a partir de agosto, devido à oferta reduzida de gado
186 acessos

Queda nas exportações de carne bovina em julho, devido ao período de férias na Europa, e consumo doméstico fraco. Estas são as principais causas da queda dos preços da arroba nas últimas semanas. “Os preços da carne caíram muito lá fora”, diz Juan Lebron, diretor-executivo da Associação Nacional dos Confinadores (Assocon). Para Lebron, porém, a tendência é de alta a partir de agosto, devido à oferta reduzida de gado. “Bastam melhorarem um pouco as vendas externas, que os preços sobem”, aposta ele.

R$ 90 EM OUTUBRO?
Setembro é um mês de forte consumo de carne no Chile, que deve ampliar as suas compras de carne brasileira, diz o diretor da Assocon. Nos próximos dias, segundo ele, o mercado de futuro já deverá sinalizar a arroba do boi a R$ 90 para outubro.

ARROBA A R$ 81,69
Por enquanto, o boi para outubro está cotado a R$ 86,01/@ na BM&FBOVESPA. A arroba para julho fechou a R$ 81,69, com perda de 65 centavos hoje. O indicador Esalq/BM&F para o bezerro é de R$ 640,19/cabeça.

QUEDA DE 4,84
O indicador da Esalq para o boi gordo à vista é R$ 81,56 a arroba. De janeiro para cá, o indicador acumula perda de 4,84%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink