Bolsa de Nova York lança contrato em reais

Agronegócio

Bolsa de Nova York lança contrato em reais

Os novos contratos futuros visam complementar os contratos agrícolas
Por: -Neila Baldi
1 acessos

A Bolsa de Nova York (NYbot) vai lançar contrato futuro em real no próximo dia 12. Segundo comunicado da bolsa, os novos contratos futuros em peso colombiano/dólar americano e reais/dólar visam complementar os contratos agrícolas básicos de referência da instituição com commodities produzidas em grandes quantidades na América Central e do Sul. Analistas do setor acreditam que os novos contratos vão competir com os da Bolsa de Mercadorias & Serviços (BM&F).

"Aqueles que negociam nas bolsas terão mais uma opção de proteção de moeda", disse uma fonte ligada ao café. Os contratos representam um suporte importante para os usuários do contrato de café e ajudarão os participantes do setor a se protegerem contra os riscos cambiais. "Os preços do café são extremamente voláteis em termos históricos, e para que os negócios continuem lucrativos, principalmente na Colômbia e no Brasil, precisam garantir a melhor taxa cambial possível", disse Frederick W. Schoenhut, "chairman" da Nybot.

"Nossos contratos em pesos/dólar e reais/dólar dão ao setor de café exatamente aquilo de que ele necessita - uma oportunidade para conter a exposição às moedas estrangeiras e proteger-se contra oscilações perigosas do câmbio", afirmou Schoenhut em comunicado oficial. A histórica volatilidade dos preços do café abrange a maior faixa de todas as commodities - uma média de quase 40% em 20 anos - resultando em um risco considerável para as empresas da Colômbia e do Brasil.

Volatilidade

O gerenciamento do risco para hedgers e investidores nos mercados de café é particularmente crucial em um mercado tão volátil. Segundo o comunicado da bolsa, os produtores de café e outros da cadeia de marketing na Colômbia e no Brasil precisam estar conscientes desta exposição e gerir o risco cambial do peso colombiano e do real enquanto estes flutuam em relação ao dólar. Por exemplo, a taxa histórica de 90 dias de volatilidade do peso colombiano contra o dólar norte-americano é de 9,1%, enquanto a taxa de flutuação média é de 6,34%. O histórico dos últimos 90 dias da flutuação do real brasileiro é de 12,62% em média e a volatilidade, de 8,5%.

Segundo o comunicado da Nybot, os contratos em peso/dólar e real/dólar terão todos os 12 meses listados para negociação. Os contratos serão liquidados em dólares. O equivalente em dólares norte-americanos para ambos os novos contratos em pesos e reais é muito próximo ao valor estimado do contrato de café Nybot, tornando ambos um hedge para o risco cambial.

Fontes ligadas ao café dizem que hoje aqueles que fecham negócios nas bolsas utilizam um contrato na BM&F que protege a moeda. Por isso, na avaliação destas fontes, o novo contrato da Nybot não deverá ter reflexo no mercado brasileiro. "Apenas, neste quesito, a Nybot vai competir com a BM&", disse.

Os preços do café registraram alta ontem em Londres - a Nybot não funcionou.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink