BR-163 deve ficar fechada ao menos até sexta-feira, impactando escoamento de soja

Soja

BR-163 deve ficar fechada ao menos até sexta-feira, impactando escoamento de soja

DNIT fechou um trecho da BR-163 para o tráfego de caminhões entre as cidades de Santa Helena e Guarantã do Norte
Por:
637 acessos

No início desta semana, o DNIT fechou um trecho da BR-163 para o tráfego de caminhões entre as cidades de Santa Helena e Guarantã do Norte, em Mato Grosso, maior Estado produtor de soja, até que os trabalhos de reparo em trechos à frente estivessem completos.

Enquanto o lado mato-grossense da rodovia é totalmente asfaltado, trechos da BR-163 no Pará não são. Os fechamentos em Mato Grosso permanecerão até que os problemas à frente sejam resolvidos, disse o DNIT.

Em fevereiro de 2018, caminhões carregados principalmente com soja ficaram presos na altura de Moraes Almeida depois que bloqueios do Exército interromperam o tráfego para limpar a estrada para manutenção e construção.

A BR-163 conecta o cinturão de grãos do Brasil aos terminais fluviais de Miritituba e Santarém, mas obstruções são comuns nesta época do ano, porque as fortes chuvas na região amazônica coincidem com a colheita de soja dos agricultores no Centro-Oeste.

A cada ano, longas filas de caminhões se formam em algumas cidades de Mato Grosso e Pará, devido ao mau estado da BR-163. Produtores de grãos e exportadores dizem que isso compromete a reputação do país como um exportador confiável.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink