Brapenta lança sistema em esteira para pesagem

Agronegócio

Brapenta lança sistema em esteira para pesagem

Com tecnologia nacional, seu custo é 25% menor que os modelos importados
Por: -Silvano
332 acessos

Um novo sistema em esteira para pesagem e classificação de frango de abate será apresentado na Tecnocarne, feira que ocorre de 21 a 23 de agosto, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. A novidade foi desenvolvida pela Brapenta, empresa brasileira especializada em controladores de peso de alta precisão e detectores de metais industriais.

Criado para acondicionar a produção nas caixas de embarque, o Grader DSP (Digital Signal Processor) tem uma excelente relação custo/benefício para os frigoríficos. Seu preço é 25% inferior aos equipamentos importados e sua tecnologia é 100% nacional e de ponta. Os sistemas eletrônicos e mecânicos que compõem o Grader DSP foram desenvolvidos pela Brapenta com o apoio do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (Ita), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT /CNPq).

Com uma esteira que se desloca a uma velocidade de dois metros por segundo, o Grader DSP é capaz de pesar e classificar 180 peças por minuto. Seus braços mecânicos separam os produtos conforme a quantidade e o peso programados, com alta precisão. Apesar da extrema sensibilidade, o equipamento possui alta robustez e durabilidade, adequado para o ambiente agressivo dos frigoríficos. Seu sensor de peso é capaz de suportar até quinze vezes o produto inspecionado graças aos algoritmos de pesagem.

O Grader DSP sai da Brapenta com um software para conexão em rede, o que possibilita gerar dados estatísticos de todos os equipamentos da Brapenta operando dentro de um frigorífico. Seu painel de controle pode ser remoto, facilitando a centralização das operações. Soma-se a essas vantagens o fato de a Brapenta oferecer suporte técnico em todas as regiões do País.

Segundo o diretor geral da Brapenta, Martín Izarra, além de ser uma alternativa vantajosa para os frigoríficos de maior porte, o Grader DSP atenderá a uma demanda reprimida dos pequenos abatedouros. “Seu preço competitivo torna o equipamento mais acessível aos pequenos”, afirma.

Izarra explica que o sistema de pesagem e classificação é um dos pontos críticos da linha de produção de um frigorífico. As grandes empresas geralmente automatizam essa etapa, tanto na classificação de Nórea (que define, por faixa de peso, se o frango será comercializado inteiro ou em pedaços) como na classificação para acondicionamento nas caixas de embarque. Entre os frigoríficos de menor porte, essa última fase é geralmente feita de forma manual, com excesso de pessoal, sujeita ao erro humano, perdas significativas e produtividade. “Para esse segmento, o Grader DSP possibilitará uma melhoria na gestão e conseqüentemente uma otimização da produção”, finaliza. As informações são da assessoria de imprensa da Brapenta.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink