Brasil apresentará proposta de diminuição do plantio de fumo
CI
Agronegócio

Brasil apresentará proposta de diminuição do plantio de fumo

A proposta é inserir aos poucos outras culturas nas áreas ocupadas com tabaco
Por:

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) apresentará no próximo dia 28, em Brasília, durante o Seminário Internacional para Diversificação Produtiva do Fumo, a proposta brasileira para inserir aos poucos outras culturas nas áreas atualmente ocupadas com tabaco. Adoniram Sanches Peraci, secretário de Agricultura Familiar do MDA, informa que o documento é resultado do I Seminário Nacional sobre o Programa Nacional de Diversificação Produtiva e a Convenção-Quadro, realizado este mês em Porto Alegre (RS).

Desse encontro, participaram ministérios que integram a Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro (Coniq), organizações da agricultura familiar, movimentos sociais, associações de trabalhadores rurais, pastorais da terra, prefeituras e órgãos de extensão rural.

Segundo Peraci, a tendência mundial é de que nos próximos anos o consumo de fumo caia em todo o mundo. Países como Canadá, França, Argentina, Estados Unidos e Brasil, entre outros, adotaram medidas que vão desde a proibição de fumar em lugares públicos até o aumento dos impostos sobre o cigarro e campanhas publicitárias antitabagistas.

Em dois anos, a população consumidora de tabaco passou de 39% para 19%” no Brasil – informou.

Se por um lado o consumo caiu, a produção do fumo aumentou e o Brasil figura atualmente entre os três maiores produtores de tabaco no mundo, ao lado de China e Índia. A região brasileira de maior produção é a Sul. Nela, 200 mil famílias de agricultores familiares respondem por 98% da produção de todo o País. A monocultura do fumo e a dependência financeira das famílias em torno dessa atividade despertaram preocupação no governo brasileiro, que optou por reunir o setor produtivo para discutir alternativas de produção.

"Já temos 47 projetos desenvolvidos em parceria com universidades federais, como as de Santa Maria e de Santa Cruz do Sul, entidades de extensão rural e federações de agricultura", disse Peraci.

O resultado são propostas de plantio, na Região Sul, das mais diferentes culturas. Entre elas, flores, frutas temporárias e plantas medicinais. Há até a proposta de introdução de leite orgânico entre as atividades produtivas.

Até o final deste ano, todas essas experiências serão contratadas pelo MDA, totalizando um investimento de R$ 5 milhões. O MDA e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estão investindo R$ 10 milhões no programa de diversificação produtiva em regiões produtoras de tabaco.

O Seminário Internacional para Diversificação Produtiva do Fumo será a oportunidade para que todos os países que assinaram a Convenção-Quadro apresentem, em forma de documentos, seus programas e propostas para a redução do consumo do tabaco no mundo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink