Brasil destina 23.143 toneladas de embalagens vazias de defensivos até junho

Agronegócio

Brasil destina 23.143 toneladas de embalagens vazias de defensivos até junho

Resultado reflete impactos sofridos pela agricultura brasileira
Por:
459 acessos

De janeiro a junho de 2016, o Sistema Campo Limpo retirou dos campos brasileiros 23.143 toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas. A quantidade é 6,3% inferior quando comparada ao mesmo período do ano anterior, acompanhando acontecimentos que impactam a agricultura brasileira.

Conforme tem sido divulgado, diversos fatores justificam essa diferença. Entre eles, destacamos as alterações climáticas (excesso de chuvas na região sul e seca na região do centro-oeste e no Matopiba), a expansão do plantio da variedade de soja Intacta, que reduz a aplicação de produto, e o aumento do contrabando de agrotóxicos, este último sendo um ponto de atenção para as autoridades.

Atualmente, o Sistema Campo Limpo encontra-se em sua maturidade e a expectativa é de manutenção da quantidade total de material destinado no país.

Ao considerar todos esses elementos, a previsão de destinação de embalagens vazias para 2016 é de 44,5 mil toneladas.

“O engajamento dos elos da cadeia (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) continua sendo primordial para manter o Brasil como referência mundial na destinação do material”, ressalta João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias).
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink