Brasil destina 9% mais embalagens vazias

Agronegócio

Brasil destina 9% mais embalagens vazias

O volume de recipientes entre janeiro e outubro foi de 16.437 toneladas
Por: -Redação
1 acessos

O volume de recipientes devolvidos pelos produtores rurais entre janeiro e outubro foi de 16.437 toneladas, 9% a mais de embalagens se comparado com o mesmo período de 2005. Desse total, 1.231 toneladas foram destinadas somente no mês de outubro

O Sistema de Destinação Final de Embalagens Vazias de produtos fitossanitários brasileiro continua a apresentar crescimento. Entre janeiro e outubro deste ano, os agricultores do País devolveram 16.437 toneladas de recipientes, 9% mais que no mesmo período de 2005. Somente no mês de outubro, foram destinadas 1.231 toneladas.

Nos últimos 12 meses (de outubro de 2005 a outubro de 2006), o Brasil foi responsável pela destinação de 19.244 toneladas de embalagens vazias, um excelente resultado para o Sistema, que se aproxima da maturidade. Os elos integrantes da cadeia produtiva agrícola envolvidos no sistema buscam mecanismos que tornem o programa auto-sustentável, já que hoje ele é deficitário e inteiramente financiado por agricultores, distribuidores, cooperativas e indústria fabricante (representada pelo inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), cada qual com a sua parcela de responsabilidade.

Em diversos Estados, os resultados são positivos. Alguns deles já ultrapassaram, no décimo mês do ano, o volume de embalagens destinadas em todo o ano passado, como é o caso de Alagoas (28%), Bahia (11%), Espírito Santo (91%), Mato Grosso (3%), Minas Gerais (3%), Pernambuco (9%), Rio Grande do Sul (4%), Santa Catarina (8%) e Tocantins (63%).

Entre os Estados com crescimento no volume de embalagens destinadas nos dez primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado estão Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. As informações são da assessoria de imprensa do inpEV.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink