Brasil deve produzir quase 14 milhões de toneladas de frango
CI
Imagem: Divulgação
ABPA

Brasil deve produzir quase 14 milhões de toneladas de frango

As exportações devem subir de 4,2 milhões de toneladas para 4,4 milhões
Por: -Leonardo Gottems

Dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) indicam que o Brasil deve produzir cerca de 13,8 milhões de toneladas de carne de frango até o final do ano de 2020, contra pouco mais de 13 milhões de toneladas de 2019. De acordo com a instituição, a demanda continua aquecida pelos mercados da Ásia, já que apeste suína africana (PSA) fez com que, principalmente, a China recorresse à proteína brasileira. 

Nesse cenário, as exportações devem subir de 4,2 milhões de toneladas para 4,4 milhões até o final deste ano de 2020, um aumento de cerca de 5% quando comparado com os valores do ano de 2019. O consumo per capita também deve aumentar de 42,84 para 43,90 kg por habitante no Brasil, o que significa um acréscimo de 2,5%. 

No primeiro semestre deste ano, o principal destino da carne de frango brasileira foi a China, que representa 17% das vendas, ou 346 mil toneladas. Na sequência vem o Japão com 208 mil toneladas (10%), Arábia Saudita com 204 mil toneladas (10%) e Emirados Árabes com 154 mil toneladas (7%). 

Quando segmentados por unidade federativa, os dados indicam que as exportações foram maiores na Região Sul, com o Paraná dominando com 40% das vendas, ou 829 mil toneladas, quando Santa Catarina vendeu 24% (495 mil toneladas) e o Rio Grande do Sul 16%, ou 333 mil toneladas de carne de frango. 

Em relação à produção global, os Estados Unidos seguem na dianteira, tendo produzido mais de 20 milhões de toneladas, um aumento de 3% em relação às 19,9 milhões do ano passado. Na sequência vem a China, que teve um aumento de 13% e produziu 15,5 milhões de toneladas e o Brasil que produziu 13,7 milhões de toneladas, um aumento de 4% em relação ao ano passado. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink