Brasil eleva safra de soja ao recorde de 73,6 mi t

Agronegócio

Brasil eleva safra de soja ao recorde de 73,6 mi t

Em MT, a produtividade média foi de 3.190 quilos por hectare
Por:
2758 acessos
 SÃO PAULO (Reuters) - A safra brasileira de soja em 2010/11 foi estimada no volume recorde de 73,6 milhões de toneladas, ante as 72,2 milhões de toneladas previstas em abril, informou a estatal Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta terça-feira.

O Brasil, que praticamente encerrou a colheita da safra, produziu 68,7 milhões de toneladas em 2009/10.

Segundo a Conab, o atraso do início das chuvas nos meses de preparo do solo e plantio das principais culturas, sobretudo a soja e do milho primeira safra, não comprometeu a safra, que foi cultivada no período adequado.

"As chuvas verificadas durante o desenvolvimento das lavouras foram abaixo do normal, mas suficientes para o bom desenvolvimento, resultando em produtividades até surpreendentes", afirmou a Conab em comunicado.

Com isso, a produtividade média das lavouras de soja no Brasil teve um incremento de 3,7 por cento, para 3.042 quilos por hectare. Em Mato Grosso, maior produtor nacional da oleaginosa, a produtividade média foi de 3.190 quilos por hectare, 5,8 por cento maior que na temporada anterior.

A Conab também elevou sua estimativa para a safra total de milho para 56 milhões de toneladas, contra 55,6 milhões de toneladas anteriormente. Na safra 2009/10, a produção brasileira do cereal foi de 56 milhões de toneladas.

A estimativa de produção de milho primeira safra da Conab ficou em 34,4 milhões de toneladas em 2010/11, contra 33,9 milhões de toneladas previstas em abril. No ciclo anterior, a produção foi de 34,1 milhões de toneladas.

Para a segunda safra de milho, a Conab apontou uma produção de 21,6 milhões de toneladas, contra 21,7 milhões de toneladas em abril e 21,9 milhões de toneladas em 2009/10.

A produção de algodão ficou praticamente estável em relação à previsão de abril, em 2,04 milhões de toneladas de pluma. Trata-se de um aumento de 70 por cento na comparação com o ciclo 2009/10, quando o país produziu 1,19 milhão de toneladas.

A Conab ressaltou que a forte alta dos preços da pluma motivaram o incremento de 550,5 mil hectares na área cultivada, ou 65 por cento, para 1,39 milhão de hectares na atual temporada. O mercado internacional registrou aumento expressivo nas cotações, por conta dos baixos níveis de estoques mundiais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink