Brasil Foods quer iniciar embarques de suínos à China em 2 meses

Agronegócio

Brasil Foods quer iniciar embarques de suínos à China em 2 meses

Na análise dos destinos das exportações, o Extremo Oriente ficou com 21,2%
Por:
240 acessos
O vice-presidente Financeiro e de Relações com Investidores da BRF - Brasil Foods, Leopoldo Viriato Saboya, afirmou, na segunda-feira (16), em teleconferência com analistas e investidores que a empresa espera que os primeiros embarques de suínos da companhia à China aconteça daqui a dois meses. Na visita recente da missão do governo federal ao país, liderada pela presidente Dilma Rousseff, foram habilitadas três unidades frigoríficas de suínos brasileiras, dentre elas a de Rio Verde (GO) da BRF.


Na análise dos destinos das exportações, o Oriente Médio ficou com 33,6% da receita líquida total, seguido de 21,2% do Extremo Oriente (onde a China está incluída); Outros países (incluindo África e as Américas), com 18,03%; Europa, com 17,3%; e Eurásia (que inclui Rússia), com 9,7%. No primeiro trimestre de 2010, esses percentuais eram de 29,4%, 22,6%, 15,9%, 20,6% e 11,5%.

O executivo enxerga que no Oriente Médio há espaço ainda para mais repasses de preços. "A demanda estará aquecida neste segundo trimestre em função dos embarques para o Ramadã [mês sagrado dos mulçumanos]", disse Saboya. Para o Extremo Oriente, com a moeda local seguindo forte - ele citou o iene -, a capacidade de compra, que está forte, será mantida. Já para a Eurásia, no segundo trimestre, a empresa vê uma queda de rentabilidade neste mercado, já que teve algumas unidades de processamento embargadas pela Rússia.


Mercado interno

O mercado interno de carne suína apresentou mais uma queda na última semana. O setor foi influenciado pela queda na cotação das carnes concorrentes, como a de frango e bovina, o que acabou impactando na decisão de compra do consumidor, que geralmente opta por escolher a que tem menor valor. Segundo o analista de Safras & Mercado, Felipe Netto, houve queda no preço do quilo vivo nos estados da Região Sul, em São Paulo e Mato Grosso do Sul.

A análise semanal de preços realizada por Safras & Mercado indicou que em São Paulo a arroba suína caiu R$ 1 nesta semana, passando de R$ 49,50 para R$ 48,50. No Mato Grosso do Sul a cotação do quilo vivo teve queda de R$ 0,10, ficando em R$ 2,10. Em Goiás, o preço ficou em R$ 2,85 o quilo vivo, mesmo valor da última semana. Em Mato Grosso o preço seguiu em R$ 2,20. Em Minas Gerais o quilo vivo seguiu em R$ 2,85.


No Rio Grande do Sul o quilo vivo dos suínos foi vendido a R$ 2,19 na integração, ante R$ 2,24 na semana passada. No mercado independente o preço caiu para R$ 2,24, ante R$ 2,31 na semana anterior. Em Santa Catarina o valor ficou em R$ 2,10 na integração e a R$ 2,18 no interior, quedas de dez e vinte centavos, respectivamente, ante semana passada.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink