Brasil importou 24,96 milhões de toneladas de fertilizantes

2018

Brasil importou 24,96 milhões de toneladas de fertilizantes

Os nitrogenados importados equivalem a 8,77 milhões de toneladas
Por: -Leonardo Gottems
311 acessos

Um levantamento realizado e divulgado pela Globalfert indicou que o Brasil acabou importando um total de 24,96 milhões de toneladas de fertilizantes durante o ano de 2018, o que representou um aumento de 4% em relação ao ano anterior. Nesse cenário, os fertilizantes nitrogenados foram responsáveis por 35% do volume total das importações. 

Além disso, os nitrogenados importados equivalem a 8,77 milhões de toneladas e um aumento de 1% quando comparado com o ano de 2017. Sendo assim, o Sulfato de amônio foi o tipo de fertilizante que mais registrou aumento no ano passado, com um percentual total de ganho de 22%. Ao todo, foi responsável por 26% do volume de nitrogenados comprados, ou seja, 2,3 milhões de toneladas. 

Bastante usada, a Ureia não registrou nenhum ganho na importação, ficando com 0% no índice levantado pela Globalfert. Mesmo assim foi responsável por 62% do volume total dos nitrogenados importados, com 5,4 milhões e toneladas, sendo que os meses em que essa importação foi maior foram outubro, novembro e dezembro, ficando aquém em janeiro, março e julho. 

Quanto ao nitrato de amônio, o resultado captado pelo levantamento foi negativo no âmbito da importação, com um percentual de –22% no ano passado, representando 12% do volume total da categoria e um milhão de toneladas. Em relação ao período de tempo, os meses que mais registraram importação desse produto foram também os três últimos do ano, ficando abaixo do esperado durante os meses de fevereiro e março. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink