Brasil mescla geada e estiagem
CI
Imagem: Nadia Borges
AGROTEMPO

Brasil mescla geada e estiagem

Imagens mostram contraste entre o amanhecer gelado e a seca
Por: -Eliza Maliszewski

Em pleno final de novembro, há um mês do verão, algumas cidades de Santa Catarina amanheceram com geada. O amanhecer desta sexta-feira (20) foi gelado na serra. Em Bom Jardim da Serra a temperatura chegou a marca de 0.9°C. Porém foi em São Joaquim, no Vale do Caminhos da Neve, onde a intensidade do gelo se mostrou mais constante, os carros amanheceram recobertos por uma fina camada de gelo e a vegetação nas áreas baixas do Vale fez com que a paisagem fosse similar a uma típica paisagem de inverno com os campos brancos de geada. Essa foi a 7ª geada no mês e a geada de número 123 e com e 78 dias com marcas negativas no ano de 2020.

O estado junto com o Rio Grande do Sul enfrentam severa estiagem. No estado gaúcho mais de 40 municípios decretaram emergência e já há perdas irreversíveis em culturas como o milho. Entidades representativas do agronegócio no Rio Grande do Sul definiram algumas medidas que foram solicitadas aos governos estadual e federal. 

Na esfera federal a maior agilidade na emissão do Proagro, criar uma linha de crédito de custeio de milho emergencial que não tenha impacto no risco bancário e no limite de crédito para permitir o produtor rural implantar outro empreendimento, que o agente bancário permita implantar outra cultura financiada na mesma gleba, pedido para que a Conab destine pelo menos 100 mil toneladas de milho para o estado por meio do ProVB e o aumento do limite de consumo para bovino de leite de 60 para 120kg/mês no programa. Já na estadual o pedido é criar um grupo que monitore os impactos da estiagem, priorizar políticas para reserva de água e irrigação, desonerar equipamentos de irrigação, reabrir o sistema Troca-Troca de sementes para o milho safrinha e antecipar a abertura do Programa Forrageiras.

Outra cena chamou a atenção nesta semana. No Pantanal a seca revelou um açude lotado de jacarés e bois magros atolados no local. Seriam pelo menos 4 mil animais. Um produtor rural da região da Nhecolândia, em Mato Grosso do Sul, registrou a cena. Mesmo curiosa, especialistas da Embrapa explicam que a situação é comum em tempos de seca na região. Mesmo com o retorno das chuvas o Pantanal ainda vive uma das piores estiagens de sua história. Veja fotos ao fim desta reportagem.

Segundo o CPTEC nessa sexta-feira (20) as chuvas ficarão mais concentradas na parcela norte do país, seguindo o fluxo de umidade da Amazônia em direção ao oceano, alinhado com a frente fria, dando condições para a ocorrência de temporais localizados entre Amazonas, norte de Mato Grosso, Pará, Maranhão, Bahia e norte de Minas Gerais. Já Sul de Mato Grosso, sul de Goiás, Mato Grosso do Sul, oeste de São Paulo e os três estados do Sul terão tempo seco.

Fotos de geada em SC - Crédito Mycchel Legnaghi

Jacarés acumulados no MS - Foto: Divulgação


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink