Brasil negocia com os EUA a venda de bovinos


Agronegócio

Brasil negocia com os EUA a venda de bovinos

Por:
1 acessos

O governo brasileiro pretende mais uma vez tentar abrir o mercado dos Estados Unidos para a carne bovina "in natura". Para isso, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, estará hoje negociando com a secretária de Agricultura dos Estados Unidos, Ann Veneman, em Washington.

A estimativa do governo brasileiro é de que ainda este ano possa ser selado um acordo sanitário com os norte-americanos, com perspectiva de venda de 20 mil toneladas, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec). Na avaliação de representantes do setor produtivo, a exportação deste tipo de carne aos Estados Unidos poderá significar a entrada no Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

A comercialização de carne bovina "in natura" com os Estados Unidos é um sonho acalentado há algum tempo pelos representantes do setor pecuário do Brasil. As negociações se iniciaram há quatro anos e foram suspensas por conta da ocorrência de febre aftosa no Rio Grande do Sul, em 2000.

A retomada das negociações com Washington ocorreu em abril do ano passado, quando o Brasil enviou às autoridades norte-americanas os documentos referentes à análise de risco sanitário.

"É inconcebível que o Brasil continue exportando apenas carne bovina processada para os Estados Unidos", disse Roberto Rodrigues. Segundo o ministro, a intenção do governo brasileiro é fazer com que os Estados Unidos aceitem o modelo de erradicação da febre aftosa por regiões - os circuitos pecuários -, adotado pelo Brasil, com o aval da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Frango brasileiro

O ministro também vai negociar o acesso do frango brasileiro aos Estados Unidos. O Brasil quer que os norte-americanos façam análise de risco para comprovar a sanidade do produto e a excelência dos processos de criação, abate, armazenamento, embalagem e distribuição. Há mais de cinco anos o país não registra nenhum caso de newcastle, uma doença que ataca os plantéis de aves.

Nos Estados Unidos, Roberto Rodrigues participará também da XIII Reunião Interamericana de Nível Ministerial sobre Saúde e Agricultura (Rimsa), que se realiza amanhã e na sexta-feira.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink