Brasil participa da Semana Mundial de Conscientização do Uso Prudente de Antimicrobianos

Agronegócio

Brasil participa da Semana Mundial de Conscientização do Uso Prudente de Antimicrobianos

Plano nacional de ação para esses produtos deverá ser concluído até maio de 2017
Por:
2689 acessos

Plano nacional de ação para esses produtos deverá ser concluído até maio de 2017

O Brasil intensificará os debates sobre o uso de antibióticos durante a Semana Mundial de Conscientização do Uso Prudente de Antimicrobianos, entre a próxima segunda-feira (14) e a sexta (18).  O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Ministério da Saúde e outras instituições do governo federal estão elaborando o Plano Nacional de Ação sobre Resistência aos Antimicrobianos, que deverá ser concluído até maio do ano que vem.

Segundo o coordenador-geral de Inteligência e Estratégia do Mapa, Jorge Caetano Junior, o controle do uso de antimicrobianos é importante para a produção animal. Isso porque, acrescenta, o surgimento de eventual resistência a esses produtos pode trazer problemas ao setor. Na segunda (14), às 14h, ele participará de reunião sobre o assunto no Ministério da Saúde. O evento poderá ser acompanhado em tempo real por este link: http://datasus.saude.gov.br/emtemporeal.

O Mapa, ressalta Jorge Caetano, já trabalha para que o setor de produção animal use de maneira prudente antimicrobianos.  Baseado em recomendações técnicas internacionais, o ministério restringiu a autorização de diversos desses produtos, como melhoradores de crescimento, considerando o impacto à saúde humana.

Desde 1998, foram proibidas como aditivo as seguintes substâncias antimicrobianas: avoparcina, anfenicóis, tetraciclinas, penicilinas, cefalosporinas, quinolonas e sulfonamidas. Em 2012, as substâncias eritromicina e espiramicina também tiveram o uso com a finalidade de aditivo proibido, considerando a classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Problema global

A elaboração do Plano Nacional de Ação sobre Resistência aos Antimicrobianos é um desdobramento do Plano de Ação Global sobre Resistência aos Antimicrobianos. O plano mundial foi aprovado em maio do ano passado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com a participação da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). 
 
A resistência antimicrobiana é um problema mundial com reflexos na saúde humana e animal. Envolve muitos setores e afeta também a economia global, devido à redução da produtividade e ao aumento nos custos dos tratamentos.

O Plano Global sobre a Resistência aos Antimicrobianos visa reduzir a incidência de infecções por meio de saneamento eficiente, medidas de higiene, prevenção de doenças; otimizar o uso de antimicrobianos em saúde humana e animal; e aumentar o investimento na produção de novos medicamentos, vacinas, entre outras ações.

Recentemente, a OIE atualizou as normas dos códigos sanitários para animais terrestres e para animais aquáticos, relacionadas ao uso prudente de antimicrobianos na produção animal. Também elaborou regras para facilitar aos países o emprego de métodos que permitam determinar, de forma adequada, o risco de surgimento ou de propagação da resistência.

 

 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink