Búfalos do Vale do Guaporé monitorados pelo Idaron estão sob controle

Agronegócio

Búfalos do Vale do Guaporé monitorados pelo Idaron estão sob controle

Os animais são monitorados pelos funcionários da Idaron e continuam totalmente isolados, vivendo nas partes altas da fazenda e na reserva biológica
Por:
140 acessos
Durante reunião na última segunda-feira (31/03), na sede do Fundo de Erradicação da Febre Aftosa (Fefa), em Ji-Paraná, com a presença do presidente da Agência de Defesa Agrosilvopastoril (Idaron), Lorival Amorim, e supervisores das sete regionais da Agência foi anunciado que os búfalos da Fazenda Pau D’Óleo, no Vale do Guaporé, estão sob controle.


Os animais são monitorados pelos funcionários da Idaron e continuam totalmente isolados, vivendo nas partes altas da fazenda e na reserva biológica. O controle populacional do rebanho bubalino é atividade que vem sendo desenvolvida pela Idaron há cerca de um ano. Houve melhoramentos na estrutura e a manutenção de pessoal para manejo do rebanho.

“A meta é evitar um aumento exagerado na população desses animais. Se tal fato ocorresse, poderia haver a ocupação de novas áreas de bovinos comerciais e a perda do benéfico isolamento verificado atualmente”, completou Lorival.

Ficou claro para os participantes da reunião, que os bubalinos não fugiram do isolamento, não invadiram aldeias indígenas, nem comunidades quilombolas ou fazendas onde se desenvolve a bovinocultura. O presidente da Idaron informa que “tão logo cesse o período chuvoso estaremos desenvolvendo novas ações e investimentos no sentido de um controle ainda maior sobre a fazenda e conseqüentemente evitando o crescimento da população bubalina”.


Reunião técnica e administrativa - Na mesma reunião, vários outros temas técnicos e administrativos foram tratados. A parte da tarde foi reservada para discussões da área técnica, com os gerentes da defesa sanitária animal e vegetal apresentando os procedimentos que devem ser adotados pelas unidades. A defesa animal enfatizou a atenção que deve ser dedicada a 24ª Etapa de Vacinação Contra a Febre Aftosa. A defesa vegetal falou sobre a Cigatoca Negra, Mosca da Carambola, Controle do Uso de Agrotóxicos e programas desenvolvidos.

Também participaram do encontro Salatiel Corrêa Carneiro, diretor administrativo e financeiro, Leandro José Bezerra dos Santos, diretor técnico, Márcio Alex Petró, gerente de defesa sanitária animal, Augusto Fernandes Neto, gerente de Defesa Sanitária Vegetal. Pelo Fefa, marcaram presença José Vidal Hilgert, presidente e o diretor executivo Cláudio Junqueira. Do Ministério da Agricultura, participou Fernando Pinto, fiscal e auditor do Ministério da Agricultura, um dos grandes incentivadores do Programa de Defesa Sanitária do Estado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink