Busca por orgânicos cresceu em 2020
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Marcel Oliveira

DADOS

Busca por orgânicos cresceu em 2020

Entidade calculou que o segmento de orgânicos movimentou R$4,5 bilhões com a venda de produtos
Por: -Aline Merladete
386 acessos

O ano de 2019 foi ótimo para os produtores de orgânicos, com crescimento de 10% a 15% de oferta, segundo pesquisa feita pela Associação de Promoção dos Orgânicos (Organics). A entidade calculou que o segmento de orgânicos movimentou R$4,5 bilhões com a venda de produtos e U$190 milhões com exportações.

A expectativa para este ano não era diferente, a Organics acreditava que o crescimento da oferta seria de no mínimo 10%, estimativa superada só no primeiro semestre deste ano, que atingiu mais de 50% só no varejo. Com a crescente procura de alimentos orgânicos saudáveis neste período de pandemia, a venda de produtos orgânicos por plataformas on-line e sites com entrega por delivery também tem crescido.

De acordo com os dados divulgados pela Organique, marca pertencente ao Brasil Beverages, pioneira na produção de chás gelado e energéticos  orgânicos no Brasil, decidiu inovar neste período de pandemia. Como forma de superar a crise causada pelo Covid-19 e obteve grande êxito, marca gaúcha lançou mais produtos para o portfólio da empresa, a linha Terapy, com embalagens dos chás sabores limão e pêssego no formato Tetra Pak de 1 litro nas respectivas versões Zero Açúcar, trazendo ainda mais funcionalidade para os clientes.

Ademais, no período de isolamento social devido à pandemia do Covid-19, a venda on-line alcançou uma alta inédita de três dígitos, crescendo mais de 200%. “Atualmente o nosso objetivo é crescer ainda mais e aumentar as vendas diretamente para Pessoa Física e não somente aos distribuidores e supermercados como era a estratégia inicial. Também como estreitamento de relacionamento com o cliente final, queremos melhorar a ouvidoria de feedbacks, as entregas, a experiência e os produtos. Este momento de crise está nos fazendo reinventar”, revela Sattamini, que completa: O padrão de qualidade na produção orgânica garante benefícios nutritivos e energia saudável para os apreciadores em todo planeta. É perceptível que a preocupação com a saúde e o bem-estar cresce a cada ano entre a população mundial, fato que, “consequentemente tende a aumentar a procura por produtos orgânicos nas gôndolas ou pela internet”.

Além disso, a empresa que já realiza exportação constantemente para a Austrália, Europa e Ásia, começou a exportar também para o nosso vizinho Chile. “Uma rede de conveniência e e-commerce chilena fará parte do nosso portfólio de parceiros para a venda dos produtos ao consumidor final”, explica o Sócio-Diretor da Organique, João Sattamini.  Para além disso, a empresa começa a se programar para a retomada nos Estados Unidos, país onde o crescimento de energético cresceu 30% nos últimos 6 anos. Atualmente 20% do faturamento da Organique provém de exportação, um crescimento de 50% em relação à 2019.

*Informações da assessoria de imprensa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink