Cacau da Indonésia e do Equador podem sofrer com El Niño

Agronegócio

Cacau da Indonésia e do Equador podem sofrer com El Niño

Por:
243 acessos

Ameaças do clima. As plantações de cacau da Indonésia, terceiro maior produtor mundial da amêndoa, e do Equador, líder na produção de cacau fino, podem sofrer nas próximas semanas com os reflexos do fenômeno climático El Niño, segundo relatório do BNP Paribas Fortis. Nesses países, o El Niño pode causar chuvas abaixo da média no segundo semestre, o que historicamente diminui a produção em pelo menos 10%, segundo o histórico dos últimos 50 anos apresentado pelo banco. Alheios aos dados, na sexta-feira, os contratos de cacau que vencem em setembro caíram 5 libras esterlinas em Londres, para 1.596 libras por tonelada. Em Ilhéus e Itabuna (BA), a arroba de cacau saiu, na média, por R$ 80,35, segundo a Central Nacional de Produtores de Cacau (CNPC).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink