Agronegócio

Café especial de Carmo de Minas é eleito o melhor do Brasil em 2013

Na categoria cereja descascado/despolpado
Por:
1710 acessos
O café produzido por Marisa Coli Noronha, no Sítio São Francisco de Assis, em Carmo de Minas, região da Mantiqueira de Minas Gerais, foi eleito, na sexta-feira, 11 de novembro, o melhor cereja descascado/despolpado do Brasil na safra 2013. A definição foi concedida pelo júri internacional do 
14º Cup of Excellence - Early Harvest, concurso realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE).

 
Após a análise dos jurados internacionais, outros 31 lotes também foram eleitos vencedores do principal concurso de qualidade para cafés produzidos por via úmida no País ao obterem nota superior a 85 pontos, na escala de 0 (zero) a 100 do Cup of Excellence. Os dois primeiros classificados, o café do Grupo Sertãozinho produzido na Fazenda Rainha, em São Sebastião da Grama, na Mogiana Paulista, e o campeão, alcançaram notas superiores a 90 pontos e foram considerados cafés presidenciais (veja o resultado completo no site da BSCA - http://bsca.com.br/cup-of-excellence.php?id=19).
 
Uma novidade no certame deste ano foi a eleição dos melhores cafés por região produtora. Além do campeão, vencedor da Mantiqueira de Minas Gerais, e do vice, vitorioso pela Mogiana de São Paulo, o café produzido por Marcos Antônio Nalli, no sítio Sertão da Bateia, em Castelo, foi o melhor das Montanhas do Espírito Santo; o grão cultivado por Eduardo Pinheiro Campos, na Fazenda Dona Nenem, em Presidente Olegário, foi o vencedor do Cerrado Mineiro; o café de Candido Vladimir Ladeia Rosa, da Fazenda Ouro Verde, em Piatã, foi o melhor do Planalto da Bahia; e o café do grupo Orfeu, da Fazenda Sertãozinho, em Botelhos, sagrou-se vencedor no Sul de Minas Gerais.

 
O degustador brasileiro Silvio Leite, convidado para participação especial na fase internacional do concurso, destaca a qualidade dos cafés vencedores. “Tive a oportunidade de provar os 10 primeiros classificados, os quais possuem um nível qualitativo excepcional, apresentando atributos diversos de corpo e sabor, remetendo a chocolate, baunilha e caramelo, além de possuírem toque de acidez cítrico/tartárico diferenciado, fato que impressionou muito os juízes internacionais”, comenta.
 
LEILÃO DOS VENCEDORES
Os 32 vencedores do Cup of Excellence – Early Harvest Brasil 2013 ganharam o direito de serem ofertados no concorrido leilão, pela internet, que a organização do concurso fará no dia 27 de novembro deste ano. No pregão do concurso anterior, todos os cafés foram negociados, gerando uma receita total de US$ 395.096,52 (* R$ 802.045,94), a uma média de US$ 5,54 por libra-peso, o que equivaleu a US$ 732,83 (* R$ 1.487,64) por saca de 60 kg e representou alta de 270,20% sobre o fechamento do dia na Bolsa de Nova York (US$ 1,4965 por libra-peso em 10 de janeiro de 2013).

 
Ao término dos negócios, o maior lance registrado foi de US$ 12,10 por libra peso (alta de 708,55% ante NY), pago pelo consórcio formado pelas empresas japonesas Maruyama Coffee, Saza Coffee, Uchida Coffee e Coffee-a-gogo, além da empresa Orsir Coffee, de Taiwan. Esse valor representou US$ 1.600,59 (* R$ 3.249,20) pagos por cada uma das 17 sacas da Fazenda do Moinho, situada em Olímpio Noronha (MG). O lote rendeu um total de US$ 27.209,45 (* R$ 55.235,18) ao produtor Vinícius José Carneiro Pereira, vencedor do concurso destinado exclusivamente aos cafés brasileiros produzidos por via úmida (cerejas descascados ou despolpados) na safra 2012.
 
PATROCÍNIO E APOIO

A edição 2013 do Cup of Excellence – Early Harvest é patrocinada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), auditada pelo Centro do Comércio de Café do Estado de Minas Gerais (CCCMG) e conta com o apoio institucional da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), da Associação dos Produtores de Café da Mantiqueira (Aprocam), da CarmoCoffees, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé) e do Conselho Nacional do Café (CNC).
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink