Café robusta atinge máxima de 18 meses por estoques apertados

Agronegócio

Café robusta atinge máxima de 18 meses por estoques apertados

Operadores disseram que o mercado foi sustentado parcialmente pela força no mercado do petróleo e por dólar mais fraco
Por:
513 acessos

Operadores disseram que o mercado foi sustentado parcialmente pela força no mercado do petróleo e por dólar mais fraco

Os contratos futuros do café robusta subiram para uma máxima de 18 meses nesta segunda-feira, impulsionados por estoques apertados em fracas condições de negociação com os mercados dos Estados Unidos fechados para o feriado do Dia do Trabalho.

O café robusta para novembro encerrou com alta de 12 dólares, ou 0,6 por cento, a 1.877 dólares por tonelada. O contrato, de referência do segundo mês de vencimento, havia subido mais cedo para 1.881 dólares, a máxima desde março de 2015.

Operadores disseram que o clima adverso prejudicou a produção de robusta no Brasil e na Indonésia neste ano e uma safra menor também é esperada no Vietnã, outro grande produtor.

"Há um déficit de robusta (para a atual safra 2016/17) e precisa haver uma mudança do uso do café robusta para o café arábica e o único lugar que em que isso está acontecendo no momento é o Brasil", disse um operador de Londres.

Os futuros do açúcar bruto subiram, com o contrato para outubro fechando em alta de 1,20 dólar, ou 0,2 por cento, a 540,20 dólares por tonelada. Operadores disseram que o mercado foi sustentado parcialmente pela força no mercado do petróleo e por um dólar ligeiramente mais fraco.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink