Café sobe 2,9% na bolsa de Nova York


Agronegócio

Café sobe 2,9% na bolsa de Nova York

Por:
2 acessos

Previsão de ocorrência de geadas no Brasil impulsiona cotações. Os contratos futuros de café foram negociados em forte alta no pregão de ontem da bolsa de Nova York. As altas foram impulsionadas pelas compras especulativas por parte de fundos. Entre os motivos que sustentaram o movimento de compra, o mais forte foi a expectativa de quebra da safra brasileira. Notícias dão conta que o inverno brasileiro será bastante rigoroso este ano, o que poderá provocar a ocorrência de geadas nas regiões produtoras de São Paulo e Minas Gerais. Os produtores brasileiros começam a colheita em maio e a expectativa é de que a safra deste ano seja 40% menor que a do ano passado, caindo para 28 milhões de sacas.

Com isso, os contratos para o mês de julho foram negociados a 62,80 centavos de dólar por libra-peso, em alta de 2,9% no dia.

As exportações de café da Guatemala somaram 1,65 milhão de sacas entre os meses de outubro e março, 25% maiores que o volume apurado em igual período do ano passado. Este o volume inclui café da safra passada. As exportações da Costa Rica, no mesmo período, no entanto, caíram 14%, para 868,4 mil sacas.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink