Café torrado brasileiro eleva exportações


Agronegócio

Café torrado brasileiro eleva exportações

Por:
5 acessos

Vendas externas cresceram sete vezes em dois anos e podem atingir US$ 9 milhões em 2003. As exportações brasileiras de café torrado e moído devem alcançar 140 mil sacas este ano, gerando divisas da ordem de US$ 9 milhões no período, um crescimento de 67% sobre o desempenho do ano passado. Se comparadas aos embarques de 2001, as exportações cresceram sete vezes. Ainda que as vendas sejam em pequeno volume se comparadas as exportações totais do Brasil, estimadas em 27 milhões de sacas em 2003, é importante ressaltar o crescimento deste novo negócio que tem atraído um número cada vez maior de produtores, cooperativas e tradings.

"O Brasil, com tradição de 275 anos na exportação de café em grão verde e vendas externas de solúvel a partir da década de 1960, começa a despertar para um negócio de altíssimo valor agregado", diz Nathan Herszkowicz, diretor da Associação Brasileira da Industria do Café (Abic).

As exportações brasileiras de café torrado e moído ganharam impulso a partir de 2001, quando o País exportou 22 mil sacas, proporcionando negócios de US$ 4,4 milhões. O alto valor agregado do produto torrado, que chega a ser 140% maior que o preço do produto em grão, motivou indústrias brasileiras a disputarem uma fatia do concorrido mercado mundial, que oscila em US$ 1 bilhão/ano.

Entre os principais players do segmento, destacam-se a Itália, Alemanha, Estados Unidos e Bélgica. Os bons negócios realizados no mercado externo renderam às 23 empresas brasileiras exportadoras US$ 2 milhões no primeiro trimestre deste ano. O Brasil vende para os EUA, Japão e Europa. "A indústria brasileira de torrefação sempre se dedicou ao mercado interno, que é importante consumidor de 13,5 milhões de sacas por ano, mas algumas empresas estão obtendo excelentes resultados fora do Brasil", afirma.

Cotações internacionais

Atualmente o quilo do café torrado e moído oriundo do Brasil é cotado a US$ 2,20 no mercado internacional, enquanto o produto em grão é comercializado a US$ 0,90 o quilo, segundo cálculos da Abic. A Inglaterra consegue vender seu café torrado por US$ 9,20 o quilo. "Para que o Brasil consiga elevar seus preços é necessário ingressar em mercados que pagam bem pelo produto, a exemplo do Japão", diz o diretor da Abic. Também é necessário oferecer produtos de alta qualidade e atuar em segmentos que remunerem bem, como o de produtos orgânicos.

Mercado externo

As exportações de café torrado e moído recebem apoio da Apex - Agência de Promoção às exportações. Entre 2003 e 2004, as ações da Apex em parceria com a Abic, vão destinar R$ 11,5 milhões na divulgação do produto brasileiro no mercado externo.

A Astro Café exporta café torrado e moído há seis meses para os Estados Unidos. Atualmente a empresa embarca 2 mil quilos por mês do produto para cadeias varejistas dos Estados Unidos, a exemplo da Balducci’s, Dean D’Lucca, de Nova York e Soutton Place Gourmet, de Washington. "Temos planos de fornecer a restaurantes finos ainda este ano", diz Raymond Rebetz, diretor da Astro Café. A meta da empresa é embarcar para 5 mil quilos mensais de café torrado e moído até o final de 2004.

Já a Doutor Coffee, coligada da exportadora Sumatra Cafés do Brasil, lançou a marca "Café Autêntico", destinada ao mercado externo. São cafés orgânicos, naturais, secos à sombra, caramelados e cereja descascado, de alta qualidade, que inicialmente devem ser comercializados no mercado alemão. "Estimamos vendas entre 200 mil e 300 mil toneladas este ano", diz Reginaldo Votta, diretor da empresa.

Nova torrefadora

A Illycafé, torrefadora italiana, investiu € 2,5 milhões em nova torrefadora, que acaba de entrar em operação. Na unidade será preparando café torrado destinado às embalagens de 250 e 125 gramas. A implantação será concluída em meados de abril. Estima-se que a nova torrefadora possa aumentar a produção em 40%, o que permitirá à empresa italiana aumentar sua presença no mercado internacional.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink