Cafeicultores do Cerrado Mineiro lançam nova estratégia de marca

Agronegócio

Cafeicultores do Cerrado Mineiro lançam nova estratégia de marca

Nova estratégia de marca da região do Cerrado beneficiará 4,5 mil produtores
Por: -Joana
1498 acessos
Será lançada terça-feira (19), em Uberlândia, a estratégia de marca da Região do Cerrado Mineiro que direcionará o futuro dos negócios voltados para mercados e consumidores que valorizam qualidade, origem, ética e sustentabilidade. A apresentação será feita pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado durante evento marcado para às 20 horas no Center Convention – Plaza Shooping e que reunirá cerca de 400 produtores além de prefeitos dos 55 municípios abrangidos pela região, representantes do governo e dos setores de exportação, torrefação e empresas de certificação.


“A qualidade da nossa produção já é reconhecida e valorizada no mercado tradicional exportador e importador, que inclusive paga preços superiores pelos nossos cafés”, diz Francisco Sérgio de Assis, presidente da Federação, lembrando que 70% da produção anual (em média 5 milhões de sacas) são vendidos para torrefadoras de países da Europa, para os Estados Unidos e Japão. “O que pretendemos agora é buscar, junto aos consumidores e novos mercados, o reconhecimento da Região do Cerrado Mineiro como origem produtora de cafés éticos, produzidos em um terroir singular e garantidos por indicação geográfica”, acrescenta o presidente.


A nova estratégia de marca da região do Cerrado, que conta com o apoio do Sebrae-MG, visa agregar mais credibilidade, gerar desenvolvimento, valor e reconhecimento para os cerca de 4,5 mil produtores de 55 municípios que compõe a Indicação Geográfica. A iniciativa dá continuidade ao Projeto Internacionalização do Café da Região do Cerrado Mineiro, desenvolvido pelo Sebrae-MG. Os trabalhos começaram há cerca de seis anos e foi marcado por um feito inédito: a região foi a primeira e até hoje é a única do país a possuir indicação geográfica para o café. A certificação determina e garante a origem de procedência da matéria-prima, as características e a qualidade da produção.


As informações são da assessoria de imprensa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink