Bovinos

Calmaria no mercado de reposição no Paraná

A falta de movimentação no preço da arroba do boi gordo não trouxe oportunidades para os pecuaristas realizarem o giro de animais na fazenda
Por:
29 acessos

Ao contrário do que vem ocorrendo em grande parte do território nacional, desde o início do mês o preço do boi gordo no Paraná não reagiu como esperado. Em uma breve comparação, nos últimos trinta dias a arroba subiu 4,7% em São Paulo, mas no Paraná manteve-se inalterada.

E essa falta de movimentação no preço da arroba do boi gordo não trouxe oportunidades interessantes para os pecuaristas realizarem o giro de animais na fazenda.

A baixa procura pelos animais de reposição se equipara à oferta e, diante desse cenário, as cotações mantiveram-se praticamente estáveis nas últimas semanas.

Porém, em curto prazo, a volta das chuvas e a consequente melhoria das pastagens apontam para uma tendência mais positiva. Dessa forma, se as cotações do boi gordo colaborarem, a expectativa é de que as negociações no mercado de reposição ganhem mais fôlego nas próximas semanas.

Destacando que, o recuo nos preços, principalmente de categorias mais jovens, melhorou a relação de troca. Com o bezerro, por exemplo, a troca em julho estava em 1,72 e atualmente está 1,87. Melhora de 9,2% no poder de compra.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink