Calor em pleno inverno: Até quando?
CI
Imagem: Pixabay
AGROTEMPO

Calor em pleno inverno: Até quando?

Julho vem se comportando como o mês mais quente deste inverno até então
Por: -Leonardo Gottems

Um bloqueio atmosférico se estabeleceu e vai permanecer por vários dias, trazendo temperaturas bastante elevadas em boa parte do país, aponta o meteorologista Tiago Robles, da Meteored. De acordo com ele, o calor em pleno inverno se espalha por boa parte do país em pleno inverno e vai até a Região Sul.

“O mês de julho vem se comportando como o mês mais quente deste inverno até então, devido à formação de um bloqueio atmosférico no início do mês, que manteve os sistemas frontais mais atuantes sobre o estado do Rio Grande do Sul, dificultando o avanço de massas de ar polar e, consequentemente, favorecendo a atuação de ventos de norte, que acabaram por transportar o ar mais quente no centro-norte para o centro-sul do país”, explica.

Segundo o especialista, o padrão de bloqueio atmosférico que se formou nesta semana promete durar até o fim do mês. “Até o próximo fim de semana, as temperaturas passam dos 30°C desde o norte e noroeste do Paraná e centro-norte de São Paulo até a Região Norte e interior do Nordeste. No entanto, as capitais do Sudeste podem registar máximas próximas dos 30°C no domingo (24/07)”, destaca o meteorologista.

“Já na Região Sul, o aumento das temperaturas mais efetiva ocorre a partir do início da próxima semana, com máxima chegando próximo dos 30°C também no Rio Grande do Sul e no sul de Santa Catarina. Em Curitiba, as condições ficam mais amenas e as máximas ficam em torno dos 25°C. Em Florianópolis, máximas de 26°C e em Porto Alegre, as temperaturas podem chegar aos 27°C”, acrescenta.

No Centro-Oeste e na Região Norte, aponta Robles, “não há novidades com as temperaturas passando facilmente dos 30°C e podendo atingir valores próximos dos 40°C nas localidades mais próximas da fronteira com a Bolívia e o Paraguai”.

Mas, até quando vai o bloqueio atmosférico? “Na primeira semana de agosto a tendência aponta para a quebra do bloqueio com o avanço de uma frente fria pela Região Sul. O mapa de anomalia de precipitação para o período de 01 a 08 de agosto mostra valores positivos que correspondem à atuação do sistema frontal. Ainda não há como dizer se as chuvas serão volumosas, mas a probabilidade de eventos tempestivos é elevada devido ao contraste térmico. chuvas em Agosto”, finaliza.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.