Caravana Embrapa FertBrasil avança em Mato Grosso do Sul
CI
Imagem: Divulgação
EVENTO

Caravana Embrapa FertBrasil avança em Mato Grosso do Sul

Evento em Dourados reuniu mais de 300 pessoas
Por:

Mais de 500 pessoas participaram das atividades da Caravana Embrapa FertBrasil que aconteceram no Mato Grosso do Sul. As atividades foram realizadas em dois municípios, nos dias 10 e 12 de maio. O primeiro pólo produtivo do Brasil a receber a comitiva de pesquisadores da Embrapa, foi a cidade de Dourados, quando mais de 300 participantes compareceram ao evento, que aconteceu no auditório da Embrapa Agropecuária Oeste. Chapadão do Sul foi o segundo pólo produtivo por onde a Caravana foi realizada. O evento aconteceu na manhã de quinta-feira, 12 de maio, no auditório da Ampasul, reunindo mais de 200 inscritos. 

Dentre o público presente, além de autoridades e lideranças locais, participaram profissionais da assistência técnica e extensão rural, associações de produtores, cooperativas, associações, sindicatos, consultores, produtores rurais, além de autônomos, empreendedores, professores e estudantes envolvidos com o agro.

Essa é a primeira Caravana que tem como tema central os fertilizantes. A Caravana pretende levar informações aos inscritos com o objetivo de promover o aumento da eficiência de uso dos fertilizantes e insumos no campo, diminuindo os custos de produção e estimulando a adoção de novas tecnologias e de boas práticas de manejo de solo, água e plantas.

O coordenador geral de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da Republica, José Carlos Polidoro, participou das atividades da Caravana Embrapa FertBrasil em Dourados. Para ele, “a Caravana Embrapa é um evento muito relevante, pois reúne todas as instâncias hierárquicas da Embrapa, mas principalmente as Unidades da Embrapa. “A integração entre as diversas Unidade em prol de um tema gera um impacto muito positivo para a região. Foi uma oportunidade incrivel particpar e acompanhar os trabalhos da Caravana em Dourados”, enfatizou.

“O objetivo da Caravana é disponibilizar sobre o uso eficiente de fertilizantes no campo. Estamos passando por um momento delicado em relação à crise mundial de fertilizantes que ficou ainda mais critica devido a guerra entre a Rússia e a Ucrânia”, explica um dos coordenadores da Caravana no Mato Grosso do Sul, o técnico Sergio Abud, da Embrapa Cerrados (Planaltina/DF).

O pesquisador Pedro Machado, da Embrapa Arroz e Feijão (Goiânia/GO), está envolvido com a coordenação das atividades no Mato Grosso do Sul, juntamente com Sérgio Abud. Ele enfatiza que os fertilizantes estão impactando muito o custo de produção das lavouras, exigindo atenção redobrada na escolha do tipo de fertilizante e informações que viabilizem a aplicação no momento adequado e na dose certa. “É urgente a necessidade de usar de forma eficiente os fertilizantes disponíveis e a Caravana vai contribuir com essas informações”, finalizou.

O Chefe Geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Harley Nonato de Oliveira, ficou satisfeito com a participação do público que atendeu ao convite e contribuiu com perguntas e comentários interessantes que proporcionaram um debate com trocas de ideias e esclarecimentos científicos relevantes. “A qualidade das informações apresentadas nos cinco módulos e a diversidade de comentários e perguntas feitas pelos participantes demonstram que a Caravana Embrapa FertBrasil irá contribuir e se traduzir em resultados significativos ao Estado”, concluir Oliveira.

Programação - Os inscritos na Caravana Embrapa FertBrasil puderam conhecer mais sobre os fertilizantes por meio de módulos de palestras que foram organizados da seguinte forma: o primeiro módulo, destaca as ferramentas para o planejamento agrícola: onde e quando plantar?, e foi apresentado pelo pesquisador Ademir Fontana, da Embrapa Solos (Rio de Janeiro/RJ). Já o segundo, tem como tema boas práticas para o uso eficiente de fertilizantes, foi ministrado pelo pesquisador Álvaro Resende, da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas/MG). O tema do módulo seguinte, novas tecnologias para suprimento eficiente de nutrientes às plantas, ficou sob a responsabilidade de Alberto Bernardi, pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos/SP). O quarto módulo trata do uso de tecnologias digitais e sistemas de informação para manejo sustentável da agropecuária e foi apresentado pelo pesquisador da Embrapa Solos (Rio de Janeiro/RJ), Ronaldo Oliveira. O quinto módulo, contou com a participação dos pesquisadores da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados/MS), Rodrigo Arroyo e Julio Cesar Salton, que abordaram tecnologias e práticas de manejo de plantas para sustentabilidade agroambiental.

Calendário - A Caravana vai percorrer 48 polos produtivos agropecuários. ,As próximas atividades da Caravana acontecem no dia 31 de maio, em Bebedouro; dia 1º de junho, será a vez de Marília e, em 2 de junho, acontece em Itapetinga. Na sequência, nos meses de junho e julho, cinco caravanas passarão por cidades mineiras: no dia 8 em Sete Lagoas, no dia 28 em Unaí, no dia 30 em Patos de Minas; Passos no dia 6 de julho e Uberaba no dia 7 de julho. De 25 a 29 de julho, edições da Caravana  serão realizadas nas cidades de Santa Maria, Três de Maio e Passo Fundo no Rio Grande do Sul; e de 8 a 12 de agosto, nas cidades de Chapecó, Campos Novos e Canoinhas, em Santa Catarina. As datas das próximas caravanas ainda não estão definidas pela Embrapa, mas seguirão as épocas de plantio de cada polo até o final do ano e a logística de deslocamento dos pesquisadores que farão as palestras. Saiba mais,em https://www.embrapa.br/caravana-embrapa.

Realização - .A Caravana Embrapa FertBrasil é uma ação realizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Embrapa e da Rede FertBrasil, com o patrocínio da Bayer e da Rede ILPF e apoio da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Em Dourados, o evento conta com o apoio da Aastec, Sindicato Rural de Dourados, Bioma e Aprosoja. Em Chapadão do Sul, a Caravana os parceiros locais são Fundação Chapadão, Ampasul, Bioma, Sindicato Rural de Chapadão do Sul e Aprosoja.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.