Cargill garante retomada em setembro de atividades em Primavera do Leste

Agronegócio

Cargill garante retomada em setembro de atividades em Primavera do Leste

A Cargill garante que retomará em setembro o processamento de grãos de soja em Primavera do Leste.
Por:
2000 acessos

A Cargill garante que retomará em setembro o processamento de grãos de soja em Primavera do Leste. A multinacional, em nota enviada nesta quinta-feira, 18 de agosto, afirma que a unidade no município mato-grossense encontra-se em manutenção anual.

Nesta semana uma publicação da Bloomberg informava que a Cargill havia desativado o processamento de grãos de soja em Primavera do Leste, além da unidade de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul. A interrupção seria em meio à escassez interna do grão e margens de lucro menores.

A reportagem do Agro Olhar entrou em contato com a Cargill através de sua assessoria de imprensa na quarta-feira, 17, e havia sido informado que a multinacional não se pronunciaria.

Em nota encaminhada nesta quinta-feira, a Cargill afirma não ter intenção ou planos em encerrar as atividades de processamento de soja no Brasil e esclareceu que a unidade de Primavera do Leste encontra-se com a moagem do grão parada em decorrência a manutenção anual e que os trabalhos serão retomados em setembro.

Questionada sobre os trabalhadores neste período de manutenção, a multinacional informa que "Eles trabalham normalmente durante a manutenção em outras áreas da empresa".

Confira nota enviada pela Cargill, nesta quinta-feira, 18 de agosto:

“Cargill informa que não há qualquer intenção ou planos em encerrar as atividades das unidades de processamento de soja no Brasil. A empresa esclarece que, além das baixas margens que o setor está enfrentando, a moagem de soja da unidade de Primavera do Leste (MT) está parada para manutenção anual e, em Três Lagoas (MS), a moagem de soja foi paralisada para a troca de equipamentos, de acordo com o cronograma de expansão em andamento na unidade. Cargill informa que não há qualquer intenção ou planos em encerrar as atividades das unidades de processamento de soja no Brasil. A empresa esclarece que, além das baixas margens que o setor está enfrentando, a moagem de soja da unidade de Primavera do Leste (MT) está parada para manutenção anual e, em Três Lagoas (MS), a moagem de soja foi paralisada para a troca de equipamentos, de acordo com o cronograma de expansão em andamento na unidade.”

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink