Carne bovina no varejo: menor margem desde dezembro de 2017

Carne

Carne bovina no varejo: menor margem desde dezembro de 2017

Após duas semanas de quedas no varejo, os preços da carne bovina em São Paulo se sustentaram (alta de 0,03%)
Por:
52 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Após duas semanas de quedas no varejo, os preços da carne bovina em São Paulo se sustentaram (alta de 0,03%). Já no Paraná a alta foi de 0,2%, cenário diferente do Rio Janeiro, onde, em média, os preços dos cortes caíram 0,4%. Estabilidade também em Minas Gerais (ajuste negativo de 0,01%).

Mesmo reabastecendo seus produtos a preços maiores, o varejo não repassou estas altas para os consumidores. Desta forma, comprando estoque “mais caro” do atacado e vendendo os produtos “mais baratos”, a margem do varejo se achatou e está em 54,0%. É a menor margem dos últimos 11 meses. Sendo que, em média, durante este ano os varejistas trabalharam com margens ao redor de 61,7%.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink