Agronegócio

Carne de frango: principais exportadores em 2016 nas projeções da FAO

Enquanto em 2015 as exportações brasileiras de carne de frango foram 22% maiores que as norte-americanas, no corrente exercício poderão superá-las em quase 30%.
Por:
537 acessos

Enquanto em 2015 as exportações brasileiras de carne de frango foram 22% maiores que as norte-americanas, no corrente exercício poderão superá-las em quase 30%.

Essa, pelo menos, é a projeção do Food Outlook da Agência das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), lançado no início de junho. Nessa projeção, as exportações dos EUA crescem apenas 1,5% em 2016, enquanto as do Brasil tendem a uma expansão superior a 7%, desempenho que isola ainda mais o Brasil na liderança das exportações mundiais de carne de frango. 

Sem explicar porque, a FAO estima que entre os 10 maiores exportadores mundiais do produto apenas dois países negociarão volumes inferiores aos de 2015: China e Turquia. De toda forma sabe-se, em relação à China, que neste ano o país enfrenta uma baixa disponibilidade de reprodutoras, situação que afeta a produção e influencia negativamente o abastecimento interno e a exportação.

Notar que, pelo ranking da FAO, apenas 10 países respondem por mais de 95% das exportações previstas para 2016. E, nesse grupo, o produto brasileiro responde por mais de um terço (36,9%) do total estimado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink