Carne suína é encontrada em salsichas de frango Halal na Inglaterra
CI
Agronegócio

Carne suína é encontrada em salsichas de frango Halal na Inglaterra

O Conselho, localizado na região oeste de Londres, revelou ainda que traços de carne de cordeiro também foram detectados na salsicha
Por:
Salsichas de frango Halal servidas como merenda escolar na Inglaterra, e inspecionadas pelo Conselho Municipal de Westminster, continham um ingrediente inesperado: carne suína. O Conselho, localizado na região oeste de Londres, revelou ainda que traços de carne de cordeiro também foram detectados na salsicha. Imediatamente, o produto foi retirado de todas as escolas locais e o seu fornecimento está suspenso até que o problema seja resolvido. O consumo de carne suína é proibido entre os praticantes da religião islâmica, principais consumidores do frango Halal (forma específica de abate da ave para o consumo dos islâmicos).


O problema veio à tona quando as autoridades locais decidiram fazer testes em alimentos de origem animal depois do escândalo da carne de cavalo. Os técnicos do município então recolheram sete amostras dos produtos de três escolas, ressaltando que esta foi uma “iniciativa própria”. Os testes, que envolveram análises de DNA de carne bovina, carne de cordeiro, frango, peru, cabra e cavalo, deram todos negativos para o DNA deste último.


No entanto, um relatório preliminar entregue na semana passada, sugeria a presença de DNA de carne suína nas salsichas de frango Halal que foram testadas. O resultado foi encontrado em uma amostra, colhida na Escola Primária de Westminster. Uma outra bateria de testes confirmou os resultados preliminares.


As salsichas de frango Halal são uma entre as várias opções de menu em 15 escolas primárias, dois berçários e uma unidade de referência educacional, que só consomem carne de frango Halal.

O Defra, departamento de agricultura inglês, declarou que “é totalmente inaceitável que alimentos rotulados como Halal tenham outro tipo de carne como a de suíno”. Dessa forma, o Defra, a Agência de Padrões em Alimentos e a DCLG já discutiram novas normas para a certificação e a rotulagem com empresas que comercializam produtos Halal e Kosher. “Os produtores de alimentos têm a responsabilidade de garantir que o alimento que estão vendendo é o que está descrito no rótulo. As autoridades estão trabalhando com o Conselho Municipal de Westminster para averiguar aonde ocorreu a falha”, disse um dos técnicos do Defra.


AviSite, com informações do Daily Mail

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.