Carvão: mais lucro e menos desperdício após curso do SENAR MINAS
CI
Imagem: Divulgação
CURSO

Carvão: mais lucro e menos desperdício após curso do SENAR MINAS

Aumento de produção e possibilidade de elevar o lucro foram o resultado do curso
Por:

Aumento de produção e possibilidade de elevar o lucro foram o resultado do curso de Carbonizador para o produtor Dirceu Aparecido de Oliveira. O treinamento foi oferecido em dezembro de 2020 pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES em parceria com a Associação de Apicultores de São Domingos do Prata. Depois do treinamento, ele percebeu que deixou de ganhar cerca de R$ 48.600 ao longo de um ano e garante que o aperfeiçoamento pode mudar a realidade de muitos produtores da região.

Dirceu começou a produção de carvão de eucalipto há um ano e seis meses em sua propriedade, no distrito de Santana do Alfié, onde tem três fornos. A produção era de 6,5 metros cúbicos por forno e, após o curso, cresceu 29,6%, o que corresponde a um incremento de 1,5 metros cúbicos de carvão por forno. Calculando para nove fornadas por mês, considerando o preço de R$ 300 por metro cúbico, significa uma melhoria de R$ 4.050 por mês.

“Ao longo de um ano, ele terá uma produtividade de 162 m³ de carvão, com rendimento de R$ 48.600. Sem um bom trabalho, como ensinamos no curso, a perda não para aí: perde-se oito valiosos anos de trabalho (do eucalipto até o ponto de fazer carvão) em poucos dias e também a qualidade, que afeta no preço.” - Milton Pereira Silva, instrutor.

“Se eu tivesse conhecido e feito curso antes, não teria tido um prejuízo tão grande. Na região, tem muita produção de carvão e o pessoal não tem formação e não presta atenção aos detalhes. Não se faz seguindo a técnica que aprendi com o SENAR. A partir de agora, será um ganho muito grande!” – Dirceu Oliveira, produtor

“Temos feito muitos cursos voltados para a produção de carvão, que é uma atividade muito praticada na região. Existem mais de 200 produtores de carvão só neste distrito. Com a ajuda do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, esses produtores poderão ter mais chance de melhorar.” - João Batista Lima, mobilizador.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink