Cenoura BRS Planalto da Embrapa conquista produtores orgânicos

Agronegócio

Cenoura BRS Planalto da Embrapa conquista produtores orgânicos

Tolerância ao florescimento precoce permite um maior período de plantio
Por: -Janice
2493 acessos
Rústica e com excelente qualidade de raízes, a cenoura BRS Planalto, desenvolvida pela Embrapa Hortaliças e comercializada pela Embrapa Transferência de Tecnologia – unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento –, vem conquistando cada vez mais os produtores brasileiros, especialmente os orgânicos.

O cultivo da hortaliça é indicado para o verão, mas sua tolerância ao florescimento precoce permite um maior período de plantio. Além disso, a cultivar apresenta resistência a queima-das-folhas e nematoides. As raízes da BRS Planalto são bastante uniformes e lisas, com ponta arredondada, formato cilíndrico, comprimento entre 18 cm e 22 cm e diâmetro em torno de 3 cm.

Outra característica é a coloração alaranjada intensa, o que indica uma alta concentração de beta-caroteno, antioxidante que é convertido pelo organismo em vitamina A. A cultivar apresenta ainda duas vezes mais carotenoides pró-vitamina do que a cenoura Brasília, a cultivar de polinização aberta (não híbrida) mais plantada atualmente no País. O preço das sementes também é uma vantagem da BRS Planalto: bem mais baixo do que o de materiais híbridos.

Todas essas qualidades têm feito com que a cenoura BRS Planalto conquiste espaço na agricultura orgânica. O bom rendimento da cultivar nesse sistema de produção é outro fator positivo. Em avaliações realizadas na Fazenda Malunga, maior produtor orgânico do Distrito Federal, e no campo experimental da Embrapa Hortaliças, foram colhidas 36 e 32 toneladas por hectare, respectivamente.

A BRS Planalto é recomendada para as principais regiões produtoras de cenoura do Brasil e pode florescer prematuramente se plantada na primavera nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Os tratos culturais são similares aos adotados para as cultivares do grupo Brasília.

As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Transferência de Tecnologia.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink