Centro de excelência em cafeicultura vai gerar emprego e capacitação
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,650 (0,50%)
| Dólar (compra) R$ 5,55 (0,74%)

Imagem: Pixabay

SUL DE MINAS

Centro de excelência em cafeicultura vai gerar emprego e capacitação

Expectativa é de que aulas e outros trabalhos comecem no primeiro trimestre de 2021
Por:
1322 acessos

Apesar da pandemia da Covid-19, as obras do Centro de Excelência em Cafeicultura, em Varginha, estão adiantadas. Cerca de 50% da construção já foram executados e foram vistoriados nesta quarta-feira (5/8). A expectativa é de que a conclusão ocorra em dezembro e que sejam geradas 50 novas vagas de trabalho. Diante da realidade e das baixas geradas pelas dificuldades econômicas decorrentes do isolamento social, necessário para conter a expansão do coronavírus, o Sistema FAEMG/SENAR/INAES/Sindicatos, vai dar mais uma importante contribuição ao agronegócio e à economia mineira.

O Centro será um espaço de capacitação e geração de conhecimento (pesquisa). A instalação em Varginha foi uma iniciativa do presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões, que atuou junto ao SENAR Nacional. A iniciativa contou ainda com apoio do Sindicato Rural de Varginha, Fundação Procafé e com a Prefeitura de Varginha, que doou o terreno. A obra, orçada em R$ 13 milhões, foi iniciada no ano passado e segue a todo vapor.

“O Centro é muito importante para a nossa cidade, para toda região e para a família cafeicultora. Foi uma grata surpresa ver as obras tão adiantadas e receber a notícia de que no primeiro trimestre de 20011 já vão começar as atividades.” Vérdi Lúcio, prefeito de Varginha.

“Minas Gerais tem uma vocação muito forte para o café e o Sul de Minas produz mais de 50% de tudo o que é colhido no estado. O Centro de Excelência em Varginha, estrategicamente muito bem localizado, reforça a ideia do Sistema FAEMG de trabalhar a excelência da cafeicultura.” Breno Mesquita, vice-presidente do Sistema FAEMG, e presidente das comissões técnicas nacional e estadual do Café.

“O objetivo é ser um centro de inteligência e inovação da cafeicultura para atender os cafeicultores mineiros e do Brasil. Vai agregar valor ao café e ao cafeicultor, gerando mão de obra especializada para toda a cadeia – do grão de café ao cafezinho.” Christiano Nascif, superintendente do SENAR Minas.

“Com o Centro, o cafeicultor vai ter a oportunidade de ter vários benefícios muito próximos dele, como faculdades, laboratórios e cursos práticos.” Arnaldo Bottrel Reis, presidente do Sindicato de Produtores Rurais de Varginha.

“O Centro vai solidificar a atividade que é a mais importante do Sul de Minas. O café representa de 60% a 70% da receita dos municípios do Sul de Minas, faz parte da nossa vida e da parte econômica da região.” José Edgard Pinto Paiva, presidente da Fundação Procafé.

“Vamos ter um grande empurrão para melhorar a estratégia de toda a regional, com mais estrutura para os trabalhos feitos junto aos produtores do Sul de Minas.” Wander Magalhães, gerente regional do Sistema FAEMG/SENAR Minas em Lavras.

Como será a estrutura do Centro:

Espaço para exposições
Centro de convenções
Quatro laboratórios (um exclusivo para cafés especiais)
Salas de aulas
Áreas para pesquisas e experimentos

Outros Centros Nacionais

Inicialmente, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)/SENAR Nacional, juntamente com suas federações, idealizou a construção de dez Centros de Excelência no país de Educação Profissional e Assistência Técnica Rural. Eles irão atender as diversas cadeias produtivas. Varginha será referência nacional na cadeia produtiva do café.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink