Agronegócio

Ceraçá apresenta equipamentos para geração de energia elétrica

O projeto, que seria apenas para a confecção dos postes de concreto para sustentar a rede elétrica da Ceraçá, é hoje um importante setor da cooperativa.
Por:
2026 acessos

A Cooperativa de Infraestrutura e Desenvolvimento Vale do Araçá (Ceraçá), localizada em Saudades (SC), nasceu em 1974 fruto do anseio de agricultores em ter a energia elétrica em suas propriedades rurais. Ao longo dos tempos, a cooperativa foi ampliando suas atividades. Em 1993 foi inaugurada uma fábrica de pré-fabricados. O projeto, que seria apenas para a confecção dos postes de concreto para sustentar a rede elétrica da Ceraçá, é hoje um importante setor da cooperativa.

O primeiro braço da cooperativa, além da eletrificação rural, foi a comercialização de materiais elétricos. Posteriormente, também passou a comercializar materiais de construção e eletrodomésticos. Hoje, a Ceraçá possui uma excelente rede de sete lojas, um posto de combustível e mecânica de automóveis, motores e automação industrial. 

Na época da sua fundação, percebendo as dificuldades encontradas pelos associados durante as quedas de energia, ocorridas geralmente após temporais, decidiu produzir Grupos Geradores. São diversos modelos e potências, indicados para empreendimentos de todo e qualquer porte ou localização, como fonte principal ou auxiliar de energia elétrica de forma confiável. A qualidade do produto, o atendimento e sua funcionalidade despertaram a atenção dos clientes mais exigentes. Hoje o Grupo Gerador é um importante equipamento para o setor de carnes, desde as chocadeiras, modais, frigoríficos até supermercados.

A cooperativa atua no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná e apresentará na Mercoagro os equipamentos e diferenciais que possui. “O intuito de participar da feira é a divulgação do nosso trabalho. Temos conhecimento que a Mercoagro, hoje, é uma das maiores vitrines do mercado das indústrias do segmento de carnes. Sob esse aspecto, acreditamos que estar presente neste evento não significará somente a exposição dos nossos equipamentos, mas sim acompanhar as novidades e necessidades dos setores, além de ampliar nossos contatos”, expõe o engenheiro de Produção Mecânica, Saul Klein.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink