Agronegócio

Ceriluz inaugura obra que vai levar energia a produtores rurais do Noroeste

O presidente da Ceriluz entregou a subestação Aparício Piccinin, que irá levar energia elétrica a produtores rurais do Noroeste gaúcho.
Por:
498 acessos

O presidente da Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda (Ceriluz), Iloir Pauli, entregou, no dia 25 de maio, a subestação Aparício Piccinin, que irá levar energia elétrica a produtores rurais do Noroeste gaúcho. A obra, estimada em R$ 3,3 milhões, está localizada no município de Santo Augusto, na região Celeiro. 

De acordo com o gerente da Emater/RS-Ascar da região administrativa de Ijuí, Carlos Turra, que representava o presidente da Instituição na cerimônia de inauguração da subestação, a energia é estratégica para o desenvolvimento regional. Projetos de irrigação, por exemplo, que os extensionistas da Emater/RS-Ascar elaboram no Rio Grande do Sul, serão beneficiados pela maior oferta de energia elétrica no campo. 

O presidente da Ceriluz confirmou que a cooperativa tem registrado aumento na demanda por energia, especialmente para irrigação. "Esta nova subestação vem fortalecer o fornecimento de energia nessa região, especialmente para fomentar o agronegócio local. Os produtores poderão investir com tranquilidade, tendo resultado para si, e a Cooperativa, claro, também terá resultados com o aumento do consumo", disse Pauli. 

O Governador José Ivo Sartori fez-se representar no evento pelo diretor de Planejamento e Programas da Secretaria de Minas e Energia, José Francisco Braga. "O Estado precisa desenvolver sua indústria e seu comércio e a maior parte deste potencial está no eixo Caxias/Porto Alegre. Se nós não desenvolvermos o fornecimento de energia para outras regiões do Estado, a indústria não vem, o comércio não cresce. Então, essa subestação é uma grande oportunidade para a região se desenvolver, não só na agropecuária, mas nas outras áreas também", disse Braga. 

A Ceriluz é responsável pelo fornecimento de energia para mais de 14 mil famílias que vivem no meio rural, em 24 municípios gaúchos. A distribuição de energia elétrica é regulada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

Homenagem
A mais nova subestação da Ceriluz ganhou o nome do ex-presidente da cooperativa, no período de 1980 a 1991, Aparício Piccinin. "A homenagem é justa pelas obras que Aparício realizou no período em que presidiu a Cooperativa, onde se destaca, como sua marca, a substituição dos postes de madeira por postes de concreto, o que permitiu à Ceriluz, a partir das suas redes consolidadas, se voltar para a geração da sua própria energia", justificou o presidente da cooperativa. No dia 20 de agosto, a Ceriluz completará 50 anos de existência.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink