Certificação vai exigir controle rígido contra as pragas nos silos e armazéns

Agronegócio

Certificação vai exigir controle rígido contra as pragas nos silos e armazéns

Toda unidade armazenadora que presta serviços para terceiros deverá ter certificação pelo INMETRO
Por: -Janice
794 acessos

O ataque de pragas na armazenagem podem resultar em perdas de até 10% no rendimento dos grãos. Para evitar este problema o monitoramento contínuo é a principal ferramenta para a implantação do controle de pragas. A fiscalização da movimentação nos silos e armazém deve ser diário, com registro das coletas de amostras como PH, umidade, impurezas (%) e identificação de pragas. Para cada carga de grãos que chega à unidade e sai para o beneficiamento, devemos realizar a limpeza em todos locais de contaminação.

Segundo o consultor em armazenagem, Adriano Mallet, da Agrocult, manter a qualidade na preservação dos grãos armazenados é um dos principais objetivos e passará a ser uma regra a partir da implantação do processo de Certificação de Unidades Armazenadoras, que de acordo com a nova legislação, deve passar a valer a partir de 1º de janeiro de 2010. “Esta determinação obrigará que toda a unidade armazenadora de grãos que presta serviços para terceiros tenha a certificação pelo INMETRO”, lembra Adriano. Uma das soluções é ter um plano de tratamento preventivo, com base no preparo dos ambientes para receber os grãos. Muitas pragas se reproduzem na poeira e resíduos de grãos, causando prejuízos que podem ser evitados através de um plano de higienização. “O mercado consumidor está cada vez mais exigente para com os requisitos de qualidade”, assinala o consultor.

Ele diz que a redução e eliminação das perdas de grãos e pragas, segue algumas dicas, tais como: mudança de comportamento dos armazenadores (operadores e proprietários): Ter o comprometimento das pessoas envolvidas e da importância de realizar os procedimentos para ter o controle das pragas, é o primeiro item e mais importante para o sucesso. Umidade e limpeza dos grãos (impurezas): Realizar uma secagem dentro dos padrões especificados e reduzir ao máximo as impurezas na massa, mantendo o tegumento (casca) do grão intacto durante o processo. Secagem a altas temperaturas criam pressão internas no grão e conseqüentemente fissuras, deixando o mesmo a exposto às pragas. Limpeza e higienização da unidade armazenadora: Retirar todos os grãos deteriorados e demais depositados no solo, efetuar uma limpeza criteriosa em todas as partes da unidade (moegas, poços, túneis, interior de maquinas (transportadores, maquinas de limpeza, secadores, etc...) principalmente nos locais de armazenagem. Redução e remoção do pó, este é o maior agente de contaminação.

Sistema de Exaustão Cycloar em silos verticais e armazéns: Item fundamental para conservação da safra armazenada. Ele proporciona ganhos pela eliminação da deterioração dos grãos e equalização da umidade e temperatura da massa, inibe o surgimento e crescimento das tradicionais pragas na armazenagem e produz ganhos (R$) com a redução de horas de ventilação. Um silo ou armazém sem este sistema reduz a eficiência da aeração em até 60% e aumenta as perdas técnicas e qualitativas.

Identificação de pragas: Catalogar as espécies de pragas que surgem para realizar um combate específico e criterioso para a eliminação. Monitoramento da massa: Controlar continuamente a temperatura dos grãos, evitando criar uma atmosfera para o surgimento e crescimento de insetos e fungos. As informações são de assessoria de imprensa.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink