Chicago: Rumores sobre guerra comercial resultam em alta

SOJA

Chicago: Rumores sobre guerra comercial resultam em alta

“Na manhã de quinta-feira, foram ouvidos relatos de novos contatos entre autoridades norte-americanas e chinesas"
Por: -Leonardo Gottems
376 acessos

Rumores sobre possíveis negociações entre China e Estados Unidos para acabarem com a disputa comercial travada entre os dois países fizeram com que as cotações de soja fechassem em alta na Bolsa de Chicago. De acordo com o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica,  uma moagem recorde de soja foi reportada em outubro, mas os contratos de farinha caíram enquanto os preços do petróleo se recuperavam. 

“Na manhã de quinta-feira, foram ouvidos relatos de novos contatos entre autoridades norte-americanas e chinesas. Houve relatos que até indicavam algumas concessões por parte de Pequim. Na parte da tarde, comentários foram feitos por autoridades dos EUA à Reuters, revelando que a oferta da China não seria suficiente para trabalhar em um acordo para a cúpula do G20, onde os presidentes dos dois países se reunirão”, informou. 

Houve também versões que a Representação Comercial dos EUA afirmou que a ideia de aplicar mais tarifas à China ainda é válida, o que foi posteriormente negado. Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), já foram pagos US $ 840 milhões aos agricultores pelo programa de compensação da guerra comercial. 

“Os operadores dos EUA destacam o ajuste que ocorreu nos prêmios entre a soja brasileira e norte-americana, com as negociações entre Washington e Pequim. Atualmente, a soja brasileira tem um prêmio entre 12% e 14%, contra um intervalo entre 25% e 30% a menos do que um mês atrás”, comenta. 

Nos EUA, a Associação Nacional de Processadores de Soja informou que em outubro a moagem de seus membros alcançou 4,69 milhões de toneladas, volume superior aos 4,626 milhões de tonelada previstos pela média dos analistas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink