China emite certificado para milho e soja OGM

MUNDO

China emite certificado para milho e soja OGM 

Decisão pode diminuir compras de outros países
Por: -Leonardo Gottems
5062 acessos

O Ministério da Agricultura da China emitiu na terça-feira certificados de biossegurança para características de milho e soja geneticamente modificados (OGM) cultivados no país, aproximando-se da comercialização e da produção de grãos OGM no principal mercado do mundo. Com isso, a probabilidade é de que o país diminua as compras de outros mercados. 

 Os certificados, válidos de 2 de dezembro de 2019 a 2 de dezembro de 2024, foram concedidos a uma característica de milho desenvolvida pelo Beijing Dabeinong Technology Group Co Ltd e a um produto de milho de pilha dupla desenvolvido pela Hangzhou Ruifeng Biotech Co Ltd e pela Universidade de Zhejiang, segundo uma declaração publicada no site do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais. 

Além disso, uma variedade de soja OGM que foi desenvolvida pela Universidade de Shanghai Jiaotong também recebeu o certificado de biossegurança, segundo o comunicado. O ministério já havia anunciado no final do mês passado que planejava emitir os certificados e estava aguardando comentários do público. 

A concessão dos certificados é uma das últimas etapas necessárias para que os produtos OGM possam ser vendidos aos agricultores para o plantio. A China concedeu certificados de biossegurança para suas primeiras variedades de milho GM e duas variedades de arroz domésticas em 2009, mas nunca permitiu que elas chegassem ao mercado em parte por causa da ampla oposição pública à tecnologia. 

No entanto, Pequim disse ter como alvo a comercialização de milho e soja OGM até 2020, sendo que há muito tempo permite que os produtos sejam importados para alimentar o gado. As características do milho recentemente aprovadas, resistentes a pragas e herbicidas, podem aumentar a produtividade dos agricultores, impedindo os insetos comuns no país, incluindo a lagarta-do-outono recém-chegada, disseram especialistas. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink