China vai importar soja pelo Porto de Paranaguá
CI
Agronegócio

China vai importar soja pelo Porto de Paranaguá

Por:

O Porto de Paranaguá será o principal canal de escoamento da soja brasileira importada pela China. Foi o que revelou ontem o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), Eduardo Requião, depois de se reunir com empresários chineses.

“Questões como garantia de volume e de soja natural foram decisivas na negociação”, disse o superintende. “O governo do Estado garante que a soja que chegar a China terá qualidade, procedência e peso garantidos. E mais: não será transgênica, o que elevará a cotação do preço no mercado chinês.”

Segundo a comitiva de empresários, na China a soja transgênica não é utilizada para consumo humano direto, enquanto que a tradicional, além de ser utilizada pela indústria alimentícia, ainda é comercializada a um preço até 20% maior que a geneticamente modificada. A explicações foram feitas por Chao En Hung, representante dos empresários presentes em Paranaguá e que integram a maior holding da China, responsável por 70% da produção de soja do país.

A China produz atualmente 17 milhões de toneladas de soja, volume ainda insuficiente para o consumo interno. Por isso, só no ano passado, o país importou mais de 20 milhões de toneladas de soja em grãos. Deste total, cerca de 7 milhões vieram do Brasil, praticamente o mesmo volume exportado pelo Porto de Paranaguá em 2003. O Porto de Paranaguá é responsável por 25% do total de exportações brasileiras, com mais de 32 milhões de toneladas movimentadas em 2003, quando gerou uma receita cambial de aproximadamente US$ 5 bilhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink