Chuva forte causa prejuízos no mamão
CI
Imagem: Divulgação
AGROTEMPO

Chuva forte causa prejuízos no mamão

Ainda há condições para chuvas fortes e volumosas em boa parte do centro norte do Brasil
Por: -Eliza Maliszewski

O Sul da Bahia ainda vive os efeitos das fortes chuvas, acompanhadas de granizo, que atingiram a região no começo desta semana. Em Ibirapuã, grande produtor de mamão, lavouras ficaram destruídas, com folhas caídas e frutas danificadas. Os prejuízos estão sendo contabilizados. Um vídeo da mídia local mostra o relato do produtor.

Nesta terça-feira (09/02) o padrão de instabilidades provocadas pela Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) começa a perder força, porém ainda mantém condições para chuvas fortes e volumosas em boa parte do centro norte do Brasil. Ao sul do país e em parte do nordeste, as instabilidades também marcarão presença. 

Região Norte

Ainda como resquício da presença da ZCAS, o alinhamento do fluxo de umidade na região sul do AM, centro sul do PA, TO e em RO há condições para chuvas volumosas. Além disso, o posicionamento da Zona da Convergência Intertropical (ZCIT) sobre o estado do AP e nordeste do PA, também favorece as chuvas volumosas nessas regiões. Contudo, no Baixo Amazonas no PA e no estado de RR as instabilidades serão menores, comparadas com as demais regiões.

Região Nordeste

A condição de chuvas volumosas continuam também em boa parte da região nordeste. Em especial no estado do MA, PI e oeste da BA, os acumulados podem ultrapassar os 40 mm pontualmente. Entre o estado do CE e o oeste de PE há condições para pancadas de chuvas isoladas. E na faixa litorânea do RN ao litoral sul da BA o tempo segue com variação de nebulosidade, com poucas chances de chuvas significativas.

Região Centro-Oeste

O padrão do tempo ficará bastante semelhante ao dia anterior com a influência da ZCAS, entretanto as chuvas avançam mais ao norte da região, principalmente no estado do MT, onde os acumulados podem passar dos 60 mm pontualmente. Bem como no norte do estado do GO e no DF. Entre a parcela sul do estado do MT, MS e sul do GO, a atuação de uma massa de ar seco, mantém o tempo com pouca variação de nuvens e sem chances para chuvas, principalmente no estado do MS. 

Região Sudeste

O posicionamento da ZCAS sobre os estados de MG e ES possibilita as condições para  chuvas intensas e generalizadas, com condições para acumulados que poderão ser superiores a 70 mm. Com isso, a faixa norte do estado de MG e ES, vale o alerta de alto risco para eventos de chuvas intensas, podendo ocasionar eventuais deslizamentos de terra e alagamentos, devido ao solo encharcado por conta das chuvas constantes e volumosas nos últimos dias. No estado de SP há condições para instabilidades, provocadas por áreas de baixa pressão e devido ao aquecimento diurno.

Região Sul

A presença de regiões de baixa pressão sobre o estado gaúcho, favorecem as instabilidades no RS, principalmente no período da tarde. Em SC há condições para pancadas de chuvas isoladas na faixa leste e no estado do PR o tempo fica mais firme sob o regime de uma massa de ar seco, mas com a possibilidade de chuvas isoladas e mal distribuídas no final do dia. 

Na quarta-feira (10/02), a massa de ar seco se manterá em parte do centro-sul do Brasil, porém, o avanço das instabilidades deverá favorecer pancadas de chuva em pontos isolados dos três Estados do Sul. Ao passo que, pancadas de chuva associadas principalmente a instabilidades em altitude, umidade e a termodinâmica em parte do centro-norte do país. Entre MG, ES e o RJ ocorrerão pancadas de chuva associadas à atuação de um cavado - região alongada de baixa pressão - e ao calor em superfície. Além disso, a ZCIT continuará provocando chuvas entre o leste do AP ao norte do PA.

Confira como ficam as chuvas para hoje:
 

Temperatura Máxima:


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink