Agricultura

Ciclo do nitrogênio no solo é discutido em livro destinado a estudantes de Agronomia

Livro destinado principalmente a estudantes de Agronomia foi disponibilizado recentemente pela Embrapa Meio Ambiente
Por:
5377 acessos

Um livro destinado principalmente a estudantes de Agronomia, que procuram conhecimento básico do ciclo do nitrogênio (N) no solo, envolvendo todos os seus principais processos, foi disponibilizado recentemente pela Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) em sua base de publicações. O Ciclo do Nitrogênio em Sistemas Agrícolas está disponível aqui.

O nitrogênio (N) é um nutriente requerido por todos os organismos vivos e, no solo, é um elemento extremamente dinâmico em decorrência das várias reações de oxido-redução a que está sujeito. O suprimento inadequado de N é considerado um dos principais fatores limitantes à produtividade de grãos. Este elemento é necessário em grandes quantidades, uma vez que é componente essencial de proteínas, ácidos nucleicos e de outros constituintes celulares.

A pesquisadora Rosana Faria Vieira explica que embora a maior parte das etapas envolvidas no ciclo do N tenha sido identificada há mais de um século, ainda hoje nos deparamos com novas descobertas. “Os primeiros dez anos do século 21 foram extremamente importantes no entendimento das relações funcionais dentro do ciclo deste elemento. Nesse período ocorreu a identificação de novas espécies de microrganismos envolvidas em processos já conhecidos até a identificação de processos nunca descritos anteriormente. Nos primeiros tópicos deste livro é feita uma descrição das etapas envolvidas na dinâmica do N no solo, até então conhecidas”, informa ela.

De acordo ainda com a autora, “apesar do N ocupar posição de destaque na nutrição mineral de plantas, a eficiência de sua utilização pelas culturas é baixa, o que gera grandes perdas deste elemento para o ambiente. “As preocupações com estas perdas tornam-se cada vez maiores se considerarmos que até 2050 a produção de alimentos deve aumentar em 70% para suprir a demanda de uma população que poderá chegar a 9,1 bilhões”, enfatiza ela.

Rosana salienta que a delicada coexistência de efeitos benéficos e prejudiciais do N em sistemas agrícolas sugere a necessidade urgente de entendimento mais profundo do ciclo deste elemento. Assim, “nos itens finais deste livro são descritas as rotas e apresentados os processos relacionados com as perdas de N após a aplicação de fertilizantes nitrogenados minerais e/ou orgânicos. São descritas também algumas medidas de mitigação com potencial para o incremento da eficiência de uso do nitrogênio pelas culturas”.

A pesquisadora informa que se o leitor desejar aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto encontrará no tópico relativo às referências uma ampla lista de artigos, boletins e livros, tanto nacionais quanto internacionais, que lhe fornecerá fontes de informações mais especializadas e pormenorizadas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink