Citros

CITROS/CEPEA: Baixa oferta sustenta preço da laranja em patamar elevado

Preços das laranjas pera e do grupo das tardias estão em patamares elevados no mercado de mesa paulista
Por:
139 acessos

Os preços das laranjas pera e do grupo das tardias estão em patamares elevados no mercado de mesa paulista, sustentados pela baixa oferta, que se restringe às temporãs. A qualidade, no entanto, está aquém da demandada pelo setor in natura. Na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a pera foi negociada a R$ 32,30/cx de 40,8 kg, na árvore, estável em relação à semana passada. A laranja natal, por sua vez, registrou média de R$ 24,99/cx, aumento de 1,2% no mesmo comparativo.

Em março, a média da laranja pera, de R$ 29,02/cx de 40,8 kg, na árvore, foi a segunda maior (em termos nominais) da série histórica do Cepea, iniciada em 1994. Quanto à lima ácida tahiti, as cotações subiram nesta semana, impulsionadas pela menor oferta da variedade nas roças paulistas. Conforme colaboradores do Cepea, a interrupção das atividades no fim de semana e as chuvas que atingiram as regiões produtoras reduziram os volumes e a fruta se valorizou. Na parcial da semana, a média da tahiti foi de R$ 17,13/cx de 27 kg, colhida, alta de 17,4% em relação ao período anterior.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink