Clima atrasa plantio de milho em Campo Mourão (PR)

Agronegócio

Clima atrasa plantio de milho em Campo Mourão (PR)

Nessa safra a área de cultivo da cultura na região deverá subir 6,25% em relação a passada e passará de 64 para 68 mil hectares
Por:
162 acessos

A estiagem está atrapalhando o início do plantio de milho na região de Campo Mourão (PR). Nessa safra a área de cultivo da cultura deverá subir 6,25% em relação a passada e passará de 64 para 68 mil hectares. De acordo com o engenheiro agrônomo, |Edílson Souza e Silva, do Departamento de Economia Rural (Deral), órgão da Secretaria da Agricultura do Paraná (Seab), é necessário chover pelo menos 40 milímetros para que o plantio seja efetuado com segurança.

Silva salienta que o plantio não está atrasado, porém existe uma preocupação com a falta da chuva. “Pode atrapalhar o planejamento dos agricultores que pretendiam plantar mais cedo”, frisa. Nos meses de agosto e setembro do ano passado choveu, respectivamente 53,5 e 161 milímetros. Já nesse ano as precipitações foram de apenas 15 milímetros em agosto e nada em setembro.

Na última safra de milho de verão, os produtores obtiveram a maior produção dos últimos anos e a média de produtividade ficou em 365 sacas. Se repetir a mesma produtividade a região de Campo Mourão deverá colher 612 mil de toneladas na próxima safra. "O aumento de área é devido a boas produtividades obtidas na safra passada e também as perspectivas de preços bons para o milho", salienta. Na safra de 2005/06 a área plantada com milho foi de 62 mil hectares. Comparada com a próxima safra, o aumento é de 9,8%.

No Paraná, a área de plantio de milho será 3% maior do que o ano passado. A cultura está avançando em decorrência do aumento de preços e das exportações do produto. Para o secretário da Agricultura do Paraná, Valter Bianchini, o produtor paranaense está vivendo um momento histórico porque o milho está com preços bons e a tendência é que as cotações desses produtos continuem em alta nos próximos anos.

A área plantada com milho da primeira safra cresce de 1,327 milhão de hectares plantados no ano passado para 1,367 milhão de hectares, um avanço de 40 mil hectares. Em condições normais de clima o Estado tem potencial para produzir 8,71 milhões de toneladas. Na safra 2006/07 foram colhidos 8,86 milhões de toneladas na primeira safra porque o clima foi considerado excepcional, informa o Deral.

Plantio deve ocorrer dentro do zoneamento:

Para evitar perdas com a seca, a recomendação é que o plantio de milho seja efetuado dentro do período de zoneamento agrícola. Há uma preocupação devido a evolução da estiagem no Paraná e os produtores devem ter cautela e seguir o zoneamento agrícola estabelecido pelo Ministério da Agricultura antes de plantar. A recomendação de técnicos do Deral é a prorrogação do plantio, dentro do prazo estabelecido pelo zoneamento, até que a situação climática se aproxime da normalidade.

Outra recomendação aos produtores é o monitoramento do clima pelos principais institutos de meteorologia do Paraná e do Brasil antes de iniciar o plantio. O técnico do Deral, Agenor Santa Rita, diz o produtor pode se animar com um dia de chuva, mas depois pode perder os insumos se a chuva for seguida de um novo período de seca.

Os produtores devem seguir rigorosamente o zoneamento para evitar perdas de sementes e insumos, afirma também o diretor do Deral, Francisco Simioni. "O produtor deve estar atento a todas as recomendações da pesquisa e assistência técnica, considerando que um plantio em dia errado pode comprometer a produção, produtividade e rentabilidade das lavouras", de acordo com Simioni.

O diretor do Deral destaca ainda que o clima extremamente seco ocorrido no inverno, e a possibilidade de uma extensão desse quadro durante a primavera, com um regime de chuvas esparsas sobre o Estado, como está sendo previsto pelos institutos de meteorologia, poderá atrasar o plantio das principais culturas de verão. Embora os trabalhos de preparação do solo já estejam sendo prejudicados pela estiagem, Simioni alertou que a situação para o plantio de soja e milho é menos preocupante que para o feijão, porque os produtores têm prazo maior de plantio.

Zoneamento:

No Paraná, o período indicado pelo zoneamento para o plantio do milho da primeira safra inicia-se em 21 de agosto e prolonga-se até dez de novembro, com concentração de plantio entre os meses de setembro e outubro. O período recomendado para plantar a soja é mais restrito e concentra-se entre 15 de outubro a 30 de dezembro.

Para o engenheiro agrônomo do Deral, Otamar Hubner, diante da situação crítica da agricultura, que é uma atividade de risco agora agravada com a estiagem, o produtor rural não deve iniciar nenhum plantio sem antes consultar a assistência técnica local como a Emater, cooperativas ou das empresas privadas. "Essa cautela deve ser adotada para reduzir os riscos", lembra.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink