Clima no Brasil e EUA mexe nos preços?

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Pixabay
AGROTEMPO

Clima no Brasil e EUA mexe nos preços?

Estiagem prolongada reduz as perspectivas para a produtividade do milho safrinha
Por: -Leonardo Gottems

Os preços da soja e do milho devem começar a semana em alta na Bolsa de Chicago (CBOT) com o agravamento da estiagem no Brasil e também com o fortalecimento dos prêmios praticados no mercado físico do Meio-Oeste americano, aponta a Consultoria AgResource Brasil. “As chamadas de pré-abertura apontam para uma valorização da soja entre 4 e 6 centavos e do milho entre 2 e 4 centavos”, afirmam os analistas de mercado.

“Seja nas planícies americanas ou no cinturão da safrinha aqui no Brasil, os mapas climáticos apontam para um tempo seco. Os efeitos são distintos. Enquanto a estiagem prolongada reduz as perspectivas para a produtividade do milho safrinha que se desenvolve aqui no Brasil, nos Estados Unidos, a falta de chuvas limita um avanço mais rápido do plantio das lavouras de soja e milho”, acrescenta a AgResource Brasil.

Nesta terça-feira, 27 de Abril, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga uma atualização das condições das lavouras americanas e a depender dos números. “Os dados podem voltar a influenciar as cotações. No Brasil, as condições das lavouras pioraram na semana passada no Paraná e as perspectivas é que piorem ainda mais nesta semana”, apontam os especialistas.

Mesmo com os preços da soja e do milho tendo atingido recordes históricos na semana passada, a AgResource Brasil acredita que ainda haja mais espaço para novas altas ao longo da semana que começa: “Na sexta, os contratos com vencimentos mais curtos terminaram o dia em alta, enquanto os mais longos acabaram recuando, num movimento de realização de lucros. Mesmo assim, os preços da soja acumularam uma alta de 12% na semana passada, enquanto o milho teve ganhos de quase 7 e meio por cento”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink